Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Folhas caídas

por cheia, em 22.10.21

Folhas caídas

Outono, meu suave outono estás a arrefecer

Tapetes de folhas de todas as cores

Árvores despidas a tiritarem de frio

O soalheiro vai ficando vazio

Os idosos que o frequentavam

Vão ficando em casa

Com receio que o sol já não os aqueça

Fecham-se em casa, vendo o sol pela vidraça

Aprendem com os gatos, qual o lugar mais quente

Não têm dinheiro para aquecer as casas

O custo da energia não cabe nas suas magras pensões

Têm de procurar outras soluções

São aconselhados pelas autoridades da saúde

Para vestirem muitas camadas de roupa

Para terem muito cuidado com o frio

Porque ele é um grande inimigo de quem já tem muitos anos

Aconselham-nos a beberem água

Mas, alguns raramente a beberam

Não é na reta final que o vão fazer

Parecendo que preferem morrer

A água, que enferruja o ferro, beber

Todos devíamos saber

Da importância da hidratação

Mas, essa não tem sido a preocupação da Nação

Mais preocupada em promover o vinho

Que continua a dar de comer a muito português

Há coisas que nunca mudam!

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:56

Folhas caídas

por cheia, em 04.10.21

Folhas caídas

 

O vento a uivar pelas esquinas

As árvores a tiritarem de frio

Despidas, com o céu vazio

À espera do último arrepio

Sem folhas, mas aprumadas de brio

O vento com o seu assobio

A avisar, que o tempo é esguio

Que a água procura o rio

Com pressa de, ao mar, chegar

É aí que quer ficar

Até as nuvens a voltarem

A derramar, novamente, sobre a terra

Assim se completa mais um ciclo da água

Folhas caídas, árvores despidas

Alamedas atapetadas de folhas molhadas

 Que perderam o brilho, estão amarguradas

Destroçadas por serem espezinhadas

De um dia para o outro perderam a sua função

Tiram-lhes o coração

Agora, são lixo no chão

Choram, perderam a ilusão

De que eram úteis e eternas

Perderam as pernas, perderam tudo

Não voltam a vestir as árvores

Não voltam a ter a admiração do Mundo.

 

José Silva Costa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:54


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D