Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


23 meses!

por cheia, em 21.02.22

23 Meses!

 

Vinte e três meses depois

O vírus parece querer abrandar

Oxalá, esteja mesmo de abalada

Tanta gente infetada!

Tanta gente, em casa, fechada

Para não propagar a doença, malvada

Que conseguiu “fechar” o Mundo

Matar os velhos e o entrudo

Tanta roca sem fuso

Fazendo com que tudo ficasse tão confuso

Alguns negam, das vacinas, o uso

Não pensam na comunidade

Só lhes interessa a sua liberdade

Não querem saber se os hospitais dão vasão

À quantidade de contaminados

Muito menos querem saber de cuidados

Dizem que não querem ser enganados

Porque os efeitos das vacinas não foram testados

Não querem, como cobaias, serem usados

Fazem manifestações contra as restrições

Bloqueiam cidades com camiões

Todos os pretextos são utilizados para manifestações

Não conseguem negar a quantidade de mortos: uns milhões!

Foram dois anos terríveis

Inesquecíveis

Máscaras e testes

Álcool gel

Para desinfetar as mãos

Quarentenas, isolamentos

Recolher obrigatório

Meses de internamentos

Hospitais lotados

Ensino à distância

Teletrabalho

Proibição de sair dos Concelhos

Todos fechados em casa

Vilas e cidades desertas

O mundo “parado”

Como nunca ninguém o tinha presenciado

Vacinas às doses!

 

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

O melhor do mundo!

por cheia, em 10.01.22

“ As crianças são o melhor do Mundo”

 

Esta pandemia tem feito com que todas as faixas etárias tenham sido chamadas a darem o seu contributo para minimizar as consequências desta terrível infeção

Primeiro foram chamados os mais velhos, por serem os mais vulneráveis, como se tem visto pela percentagem de óbitos

Ao fim de um ano de vacinação, chegámos à faixa etária entre os 5 e os 11 anos, depois dos de mais de 65 anos já terem sido inoculados com 3 doses, que se têm portado como grandes heróis, comparecendo nos centros de vacinação, prontos para serem vacinados

Sem medos e sem choros, com um discurso admirável, para as suas idades, conscientes de que estão a contribuir para que a doença não seja tão grave, numa tentativa de não sobrecarregar o Serviço Nacional de Saúde que, com a variante ómicron está a ficar, novamente, sob uma grande pressão, ainda assim, muito melhor do que há um ano

Com muitos mais infetados, temos menos internados e menos mortos, graças à vacinação e ao facto desta variante ser menos agressiva, atacando as vias aéreas, enquanto a variante delta ataca mais os pulmões

Assim, as crianças estão a dar uma grande lição aos adultos, que continuam a recusar a vacina, não atendendo ao risco que correm e em que colocam toda a sociedade

Estas crianças, que devido às circunstâncias, foram submetidas a esta prova de cidadania, serão amanhã cidadãos mais esclarecidos e pais mais determinados na vacinação dos seus filhos, fazendo inverter a tendência que se vinha acentuando, de alguns pais pensarem que as vacinas já não eram necessárias

Infelizmente, esta pandemia veio lembrar a importância das vacinas, que têm ajudado, ao longo dos anos, a erradicar algumas doenças que, também, atormentaram muita gente.

José Silva Costa

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:04

O futuro é hoje (10)

por cheia, em 29.11.21

 O futuro é hoje (10)

 

Organização à portuguesa!

 

Centenas de pessoas idosas, com pouca mobilidade, alguns em cadeiras de rodas, receberam uma mensagem para se deslocarem ao posto de vacinação de Odivelas, domingo 28/11/2021, um dia muito frio, para receberem a terceira dose da vacinação

Tiveram de voltar para casa, sem serem vacinados, porque aquele posto de vacinação não abre aos domingos

Os responsáveis, questionados pela imprensa, responderam que já tinham sido agendados, para o dia seguinte. Só faltou dizerem que lhes tinha feito muito bem, aquele passeio forçado

  A jornalista Sandra felgueiras, que apresentou, durante 10 anos, o programa Sexta Às Nove, no canal 1 da RTP, saiu da televisão pública

Os Governantes não tiveram coragem de proibir o programa, que muito contribuiu para algumas demissões, não-governamentais. Mas foram retirando-lhe meios até o matarem

Denunciou muitas irregularidades cometidas pelas autoridades, que acham que o país é uma quinta delas, que se julgam donos de isto tudo

Recusam-se a prestar contas, mesmo que as leis a isso obriguem, porque acham que estão acima da lei

Uma jornalista premiada, pelo seu excelente trabalho, pela causa pública, que muito desagradou aos corruptos

O Governo assinou 14 contratos de exploração de lítio e outros minerais, no dia seguinte ao chumbo “ do Orçamento do Estado”

Os contratos permitem que as empresas avancem para os trabalhos finais para a exploração dos minérios em causa, mas só depois de terem em sua posse os respetivos Estudos de Impacte Ambiental favoráveis concluídos

As Declarações de Impacte Ambiental favoráveis ou favoráveis condicionadas e ainda os planos de lavra aprovados

Ainda nenhuma das concessões reúne tais condições

Segundo o contrato, têm um prazo de dois anos

O Luís disse à filha que havia quem não partilhasse o entusiámos dela, com o fecho das centrais a carvão, porque poderíamos ter apagões, caso as barragens tivessem pouca água

Segundo essas pessoas, era uma irresponsabilidade basear a nossa produção de energia elétrica, apenas em fontes intermitentes (sol e vento)

A Filomena não concorda com o pai, segundo ela o que temos é de aproveitar todo o potencial dessas fontes renováveis

Mas, o Luís nunca aprovará essas modernices, assim com não concorda que acabem com os motores a combustão, que já existem à quase século e meio, e ainda hoje a potência dos motores é medida em cavalos

Isso da tração animal foram outros tempos, depois foi o vapor, a combustão, agora chegou a era de tudo ser movido a eletricidade, que não polui - disse a Filomena. 

 

 

 

 

  

   

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:13

Primeiro lugar!

por cheia, em 01.02.21

Primeiro lugar!

 

Portugal tem vindo a fazer um grande esforço, ao longo de muitos anos, com a colaboração de todos os Governos

 Uns mais que outros, no sentido de chegar ao primeiro lugar

Não é fácil, porque ainda tem muitos concorrentes, e alguns bem fortes

Contudo, acredito que a continuarem assim, acabarão por conseguir o objetivo

Tudo serve para progredirem uns degraus, sejam concursos, vacinas, hidrogénio, negócios!

Alguns já estão atrás das grades, poucos! Mas o que interessa é o primeiro lugar

Algumas pessoas nem deram pelo bom resultado atingido o ano passado

Mais três degraus foram vencidos, como diz o ditado: “ a pouco-e-pouco enche a galinha o papo”

Vamos, está ao nosso alcance, o primeiro lugar do país mais corrupto do mundo!

 

José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:22


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D