Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Nascia-se em casa

por cheia, em 05.09.16

Antigamente

 

Faz hoje setenta e um anos, que Alice, na altura uma jovem de dezoito anos, deu à luz o seu primeiro filho.

O parto correu mal, a jovem mãe perdeu muito sangue, sem médico, nem parteira, recorreram a um curioso, que, para agravar as coisas, receitou uma sangria.

Bebé e mãe estiveram por um dia, mas lá se conseguiram equilibrar.

Tivera mais quatro filhos, todos sem assistência especializada, apenas com a experiência de uma ou outra vizinha.

Quando nasceu a terceira, o marido tinha saído cedo para o trabalho, ao sentir as dores de parto, disse ao filho de seis anos, que não podia ir à escola, que fosse, com o irmão, de quatro, chamar a vizinha, e que ficassem a brincar com a sua filha.

Quando voltaram, já lá tinham uma menina, como foi chamada, durante alguns dias, até lhe escolhermos o nome.

No dia seguinte a professora perguntou-lhe: Por que não vieste ontem?

Ao que respondeu: porque nasceu a minha irmã.

 

 

José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes



Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D