Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O futuro é hoje (4)

por cheia, em 05.11.21

O futuro é hoje

4

Esta família tem o bom hábito de falar de todos os assuntos, aceitando com naturalidade, a opinião de cada um

A Adelaide, como gestora das finanças, chamou a atenção para a subida dos preços, devido à crise energética, à diminuição da produção por causa da pandemia, o receio da escassez de alguns bens de primeira necessidade

O mundo continua a comportar-se como se não estivéssemos a viver uma pandemia, como se não tivessem morrido milhões de pessoas, para não falar nos que estão hospitalizados e os que continuam a tentar recuperar dos muitos meses de internamento   

Todos concordaram que a transição, para uma economia verde, vai exigir uma mudança de hábitos, a todos

Comprometeram-se a tudo fazer para reduzirem as despesas e contribuir para um planeta mais sustentável, preferindo produtos locais e da época, evitando o consumo de frutas exóticas e de tudo o que venham de muito longe, cuja pegada ecológica é muito grande

Também a adesão às faturas, às publicações eletrónicas, e tudo o que contribua para reduzir o consumo de papel e tinta será uma boa ajuda

A Filomena lembrou que a obrigatoriedade da entrega do IRS, pela internet, provocou uma boa poupança em papel, tinta e gastos em deslocações

Mostrando que se pode fazer, ainda, muito mais na desmaterialização da sociedade

O Luís disse que já tinha reduzido as suas despesas, a não ser que deixasse de beber o seu cafezinho e a sua cerveja, ao que elas disseram que não queriam que fizesse esse sacrifício 

Como, há muito, estavam sensibilizados para as alterações climáticas, já tinham o telhado, da sua moradia, tapado de painéis de aquecimento de água e de produção de energia fotovoltaica, tudo, para melhorar ambiente 

  Concordaram que os tempos são de incerteza, muito imprevisíveis, sem que se consiga saber as consequências da pandemia, das alterações climáticas, da falta de componentes, fazendo com que algumas fábricas tenham interrompido a produção

Com todos estes problemas, os nossos políticos empurraram-nos para eleições antecipadas, sem quererem saber das consequências, dos custos para o país, dos prejuízos para os mais desfavorecidos, se não forem contemplados com os aumentos inscritos no Orçamento, tudo porque só pensaram nos seus interesses partidários

Nem o Presidente se comportou com imparcialidade, como é seu dever!

Oxalá, os que provocaram esta crise sejam bem penalizados, nas urnas, por que é aí que os políticos devem ser punidos, pelos seus atos irrefletidos, prejudiciais para o bem-estar dos seus concidadãos!

 

José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:58

Prémio!

por cheia, em 21.07.20

Prémio!

 

Greta Thunberg venceu a primeira edição do prémio Gulbenkian para a Humanidade

Muitos parabéns admiro-te por conseguires arrastares multidões, para uma causa muito importante

Muitos criticam-te, dizendo que estás ao serviço destes, daqueles, dos outros

Não me interessa, espero que continues a sensibilizar, principalmente os mais jovens, para os problemas ambientais

Esta pandemia já nos fez prescindir de muitas coisas, obrigando-nos a seguir por outros caminhos

Portanto, não há inevitáveis, tudo depende do que formos capazes de fazer com inteligência, determinação, responsabilidade

Christine Lagarde terá dito, como presidente do Banco Central Europeu, que disponibilizaria dinheiro para a inovação, porque não queria que os lindos olhos dos seus netos a questionassem sobre o que fez para preservar o seu futuro

Também eu, que muito cedo fui alertado para os problemas ambientais, quando almoçava na Sociedade Portuguesa de Naturologia , em Lisboa, e mais tarde na Unimave., uma cooperativa macrobiótica, queria fazer qualquer coisa para melhorar o ambiente

Assim que pude, e aproveitando os incentivos do Governo, em 2008, instalei um sistema de aquecimento de água com painéis solares

Mas a minha ambição era, também, instalar um sistema de micro produção de energia fotovoltaica.

No início de 2011, estava muito descansado, em casa, à espera de conseguir juntar dinheiro para comprar os painéis fotovoltaicos, quando o telefone tocou, e do outro lado me perguntaram se queria ser micro produtor de energia fotovoltaica, ao que respondi que isso era um sonho

Disse que não tinha dinheiro ao que me responderam que me arranjavam financiador e me vendiam os painéis

Foi assim que me endividei em 22 mil euros, fora os juros, para pagar em 10 anos, 18 painéis fotovoltaicos

Durante 8 anos a EDP pagou-me por cada kWh 0,3800 €, caríssima! Mas foi a maneira de seduzirem os micro produtores

Desde o início deste ano pagam-na a 0,2200 €

Prefiro pagar a energia cara, a não ter ar para respirar, como aconteceu aos chineses, que aprendera a lição, tornando-se em grandes defensores das energias renováveis

Hoje, estou orgulhoso do investimento. Só me entristece não o ter feito a pensar nos lindos olhos das minhas netas e neto. 

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:42


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D