Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Imigrantes

por cheia, em 14.05.24

Imigrantes

Vindes à procura de um lugar seguro

De um país de emigrantes, maduro

Cujos governantes vos querem dignificar

Não vos querem ver chegar de mãos a abanar

Só vos deixam entrar, se tiverdes dinheiro para, no hotel, ficar

Precisamos de mão-de-obra, para fazer o que nós já não queremos fazer

Como somos muito hospitaleiros, não queremos que vivam em palheiros

Com os bons ordenados, bem podeis viver com muita dignidade

Até tendes a facilidade de escolher entre o campo e a cidade

O que mais prezamos é a igualdade

Sabemos bem o que é ser emigrante

Temos emigrantes por todo o mundo

Sabemos bem o que é ser bem recebido

Fomos a salto á procura do desconhecido

Agora, já sabemos ao que vamos

Formamos os nossos jovens, para emigrarem

Para os outros países desenvolverem

Porque não fomos capazes de rentabilizar o dinheiro, que recebemos

Um perdeu-se, o outro foi mal gasto

Continuamos sem capacidade para os segurar

Nem as especiarias, nem o ouro, nem os euros nos conseguiram tirar do nosso lugar

A cauda da Europa

É o nosso fado.

 

José Silva Costa

 

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:50

ovos de oiro!

por cheia, em 11.04.19

A galinha dos ovos de oiro

 

A Câmara Municipal de Sintra tem um espaço de apoio aos munícipes

O Espaço do Cidadão, onde se podem tratar muitos assuntos

Um espaço bem organizado e eficiente, um espaço diferente

De vez em quando, uma funcionária vai à sala de espera e dirige-se aos presentes

Em português e inglês perguntando-lhes se precisam de ajuda, de impressos, etc.

Com estas triagens despacha logo metade da clientela

“ falta o atestado de residência, o inicio de atividade, tem de ir ao serviço de cartografia, para saber para que está licenciado o espaço”

Com o alojamento local, como galinha dos ovos de oiro, não falta quem queira, tudo alugar

Para onde quer que nos viremos, nas cidades ou nas pequenas localidades

Só vemos placas com as letras A.L.

Todos os que querem alugar espaços, sejam construídos em madeira, alvenaria ou cimento armado, os mesmos, têm de estar licenciados para habitação

Assim, quem quer transformar os currais, os palheiros, os galinheiros, em galinha de ovos de oiro, primeiro têm de os licenciar para habitação, como é natural, num país europeu, no século XXI .

Com serviços inovadores, bem organizados, eficientes, pensados por pessoas, para pessoas , até apetece pagar impostos.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:26


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D