Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


44 anos

por cheia, em 11.03.19

44 Anos (11/03/1975)

Há quarenta e quatro anos (11/03/1975), pelas 11 horas, os aviões da Força Área começaram a sobrevoar o quartel do Ralis. Alertados pelo barulho, saímos à rua e vimos que os seus círculos passavam sobre a Graça.

Felizmente, imperou o bom senso, fazendo com que os militares não disparassem uns contra os outros

Os aviões acabaram por aterrar, penso que em Figo Maduro, evitando, mais uma vez, que os militares se enfrentassem

A Revolução, do 25 de Abril de 1974, foi com que um sismo, cujo epicentro teve origem em Portugal, mas foi sentido em todo o Mundo

Tal como nos sismos, foram-se sucedendo muitas réplicas, sendo que a que faz hoje 44 anos, foi muito violenta

As forças da extrema-esquerda aproveitaram a ocasião para nacionalizarem o país

Muitos patrões e dirigentes das grandes empresas foram destituídos, uns foram presos, outros fugiram para o estrangeiro

Tinha um colega, filho de um engenheiro, administrador de uma grande empresa, que foi detido

Tinham um iate, ancorado na doca de Belém, que tinha de, pelo menos, sair uma vez por ano da doca

Por isso, o meu colega convidou-nos a todos os que fazíamos parte daquele setor, (8) para irmos com ele e um irmão, até Sesimbra

Num fim-de-semana de Agosto, do verão quente de 1975, sábado de manhã, desatámos as amarras, recolhemos a âncora e perdemos o Tejo, como escreveu Bocage, referindo-se a Camões “ igual causa nos fez perder o Tejo”, deixámos a formosa e fresca Serra de Sintra e entrámos no Atlântico , cuja ondulação me provou um pouco de enjoo

De velas enfunadas chegámos a Sesimbra, cuja doca estava pejada de barcos. Ancoramos o veleiro, e nele passámos a noite, nem chegámos a ir a terra

No Domingo, antes de deixarmos a costa, ainda visitámos uma minúscula praia, com acesso só pelo mar, acompanhados pela nortada, regressamos à doca de Belém

Uma oportunidade para fazer uma pequena viagem num iate!

As réplicas continuaram, o verão ficou conhecido como o verão quente de 75

Só o 25 de Novembro, do mesmo ano, pós fim às réplicas, quando os Comandos se confrontaram com o Lanceiros 2, infelizmente, causando mortos

Nesta operação destacou-se Ramalho Eanes, o que fez com que conseguisse ser eleito para os dois mandatos à Presidência da República.

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:36


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D