Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Há 50 anos

por cheia, em 14.07.19

Há 50 anos

 

A Lua não nasceu

A manhã não amanheceu

O Sol desapareceu

O país não dormiu

Desaguou no Cais da Rocha do Conde de Óbidos

O monstro estava atracado

Preso com grossas correntes

Com receio que fosse ao fundo

Com a ira daquela gente

Toda vestida de preto

Exceto os que iam embarcar

Os jovens não se queriam apartar

As mães apertavam os filhos, ao peito

Como se quisessem, de novo, esconde-los, no ventre!

Vinte anos a criá-los, para os perderem, para sempre

O monstro rugiu

O cais estremeceu

O Tejo encolheu

O Atlântico embraveceu

As mulheres olharam, para o céu

Desfaziam-se em lágrimas e gritos

Os seus filhos, maridos, irmãos, cunhados, sobrinhos, afilhados; afastaram-se

Os militares ocuparam os seus lugares

Para começarem a entrar, naquele que, para a morte, os ia levar

Não foram suficientes para o abarrotar

No dia seguinte aportou ao Funchal, na Ilha da Madeira

Também o Arquipélago da Madeira ficava sem a sua maior preciosidade

Os seus filhos!

Dali em diante, O Vera Cruz, estava em competição com a Apollo 11

Para ver quem chegava primeiro

Se ela à Lua, se ele a Luanda

Ela ganhou, por um dia.

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:45

Massacres!

por cheia, em 22.02.18

Ghouta Oriental (Síria)

 

Mais um massacre

Feito por quem pelos outros não tem respeito

Tantos homens, mulheres, crianças mortas, ficando sem peito

Os tiranos não sabem o que é o direito!

Aqueles que os elegem não sabem o que vai ser feito

Não se importam de fazer dos mortos o seu leito

Nenhuma guerra, massacre, genocídio, tem jeito

Amar, ajudar, falar e tentar compreender o outro é que é perfeito

As guerras, por muitas convenções que existam, não têm preceito

Cada um comete as maiores atrocidades que pode, não se importando com as regras a que está sujeito

Por que razão a Rússia e os Estados Unidos mandam no mundo inteiro?

No caso da Síria, para além dos dois mencionados, ainda há muito parceiro

Que continua a querer matar um país inteiro (Turquia, Irão …)

Dividam o mundo como quiserem

As pessoas não querem, às vossas mãos, morrerem

Fechem as fábricas que alimentam as guerras

Utilizem os recursos que gastavam nas guerras para alimentar os pobres

Deixem-se de massacres, genocídios, limpezas étnicas

Antes de mandarem canhões e aviões disparar

Interroguem-se se gostariam que fossem os vossos filhos e netos os alvos

As guerras nunca serão solução

O que os povos querem é compreensão, amor e pão.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:55


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts recentes


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D