Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Guerra na Ucrânia

por cheia, em 21.08.23

Guerra na Ucrânia

 

Ucrânia, o mundo está contigo!

Todos repudiamos o hediondo crime

Da tua destruição e extermínio da tua população

Ninguém pactua com agressões

As divergências resolvem-se com conversações

Queremos continuar a ser livres, sem opressões

Temos de ser solidários em todas as ocasiões

Vamos continuar a apoiar-te até expulsares o invasor

Que tem de ser presente à justiça, para ser punido

O castigo tem de ser exemplar

Para que mais nenhum ditador se julgue dono do Mundo

Por muito poder que tenha, não pense que pode fazer o que quer

Às Nações Unidas têm de obedecer

Para que não se repitam barbáries como a que está a acontecer

Cegos pelo poder, as maiores atrocidades podem cometer

Comandados pelo ódio, humanos deixam de ser

Com as mãos ensanguentadas e a vista perturbada são incapazes de ver

Que todo o mundo os está a combater

Para tentar que não continuem, horrendos crimes, a cometer

Será, assim tão difícil de perceber, que todos temos o direito de viver?

Que temos de ser solidários, para que todos, aqui, possamos caber

Sei que há quem isso não consiga entender

Que ache natural, deixar o irmão, à fome morrer

Mesmo que desperdice o que ao outro, o faria viver

Só por que nasceu rico, experto, inteligente, ganancioso ou poderoso.

 

José Silva Costa

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:57

A guerra

por cheia, em 26.06.23

A guerra

 

Voltaram os canhões

A paz não passou de ilusões

Porque há povos que se julgam campeões

Não conseguem viver em paz com as outras nações

Têm outras pretensões

Sonham com as suas antigas possessões

Não compreendem os que sonham com, livres, nações

Sem ditaduras, nem pressões

Como é que gostam tanto de ditadores?

Se nos seus governos não há liberdade, nem flores

As ditaduras alimentam-se de horrores

Enquanto as democracias se alimentam de valores

Como é que pessoas avisadas e educadas se deixam enganar

Por políticos cheios de rancores?

Quando deviam lutar por governos sufragados pelos eleitores

Mas, infelizmente, há povos que não têm liberdade

Para os seus representantes eleger

Assim, todas as decisões ficam nas mãos dos ditadores

É tão bom saborear a Liberdade e a Paz!

Sem elas, a vida não tem a alegria do amor.  

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:53

Mulher

por cheia, em 08.03.23

Dia Internacional da Mulher

 

Mulheres, flores delicadas, perfumadas

O seu sonho é serem desejadas, amadas, respeitadas

Se possível, também, serem admiradas, reconhecidas

Ombrearem com os homens em todos os patamares

Sem inferioridade nem superioridade

Num ambiente saudável e de igualdade

Entre homens e mulheres, meninas e meninos, rapazes e raparigas

Na divisão do trabalho dentro de casa

Para que todos tenham mais tempo para comtemplar a lua

Mais tempo para sorrir, brincar, dormir e ver quem passa na rua

Tudo bem repartido, dividido, bem conversado e participado

Na harmonia de que todos somos capazes, úteis e eficazes

Cada um com as suas habilidades, dificuldades, ansiedades

A vida não tem de ser a azia, que nos acompanha ao longo do dia

Se mulheres e homens contribuírem para horas e dias mais felizes

O mundo poderá um dia ser mais bonito e colorido

Será difícil fazer dele um paraíso!

Mas, se a maioria tiver bom coração e juízo

Poderão evitar que caíamos no precipício

Por não sabermos ou nos termos esquecido

O que levou à criação das Nações Unidas

Voltámos a gastar mais dinheiro em armas

Dinheiro que nos faz tanta falta, para coisas melhores, para todos nós

Estávamos fartos de estar bem!

Voltámos a cair na tentação de eleger ditadores.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:51

Horrores

por cheia, em 20.02.23

Horrores

 

Há quem conviva bem com os horrores

Continuam a defender os invasores

Os comunistas e alguns doutores

São contra a ajuda militar a quem se defende

Não são capazes de condenar quem invade

Falam muito de paz e amizade

Mas apoiam os regimes que gastam tudo em armamento

E os povos vivem em grande sofrimento

Dizem-se grandes democratas, mas apoiam os ditadores

Se pudessem fechavam as fronteiras, para manterem a soberania nacional

Como se o mundo, hoje, não estivesse todo interligado

E ainda há quem vá na conversa deles!

Por que razão não põem os olhos em Cuba e na Coreia do Norte?

Que são os seus grandes inspiradores

Se todos conseguissem cooperar, grandes e pequenos

Se não fosse preciso fabricar armamento

Se não fosse preciso fugir da fome, das guerras, do ditador violento

Se não fosse preciso ganhar eleições

Não teríamos democracias

O mal é estar no olho do furacão

Como aconteceu ao povo Ucraniano

Por terem um vizinho louco, vaidoso, capaz das maiores atrocidades

Até quando durará esta guerra?

Ninguém sabe, mas os Ucranianos podem vir a ser obrigados a aceitarem um cessar-fogo ruinoso, se um presidente, das grandes nações, que os apoia, precisar desse trunfo, para tentar as eleições ganhar.

José Silva Costa   

 

 

 

 

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:56


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D