Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Juventude

por cheia, em 19.08.21

Juventude

 

Verdes anos

Primaveras floridas

Perfume de jovens vidas

Os olhos são avenidas

Por onde passam as cantigas

Ponto de encontro dos namorados

Nos dias perfumados

Com minutos cronometrados

Porque os beijos são apertados

Os dias não estão parados

Mal nascem, já estão acabados

São tão curtos para os namorados

Que têm de lidar com eles com todos os cuidados

Para não quebrarem o encanto dos amados

Nos mal-entendidos apressados

Que tropeçam na pressa do tempo

De quem julga ter respostas

Para todas as questões

Como se o mundo fosse simples

E não tivesse ambições

Cheias de contradições.

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:54

Máscara

por cheia, em 22.06.20

A Máscara

 

Por detrás da máscara

Que nos afasta

Há o desejo de um beijo

O ensejo de voltar a inalar o teu cheiro

Quanto mais tempo vamos ficar cada um para seu lado?

Com medo de nos contaminarmos

Só os olhos autorizam destapar

Porque eles conseguem à distância comunicar

Mas vamos ter que nos habituar

A, com os olhos outras mensagens, enviar

Já que os lábios, que tanto gostar de pintar

Para os realçar

Não os podes mostrar

Ah como gostaria de com isto acabar!

Dar mais apreço à liberdade de o rosto mostrar

Sem medo de que nos apontem o dedo

Ou nos mandem para casa de quarentena

Por causa da saúde pública

Que temos o dever de preservar

Seguindo os conselhos da Direção Gerar de Saúde

Há tantas coisas, que só lhes damos valor quando as perdemos.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:16

Retrato Perfeito!

por cheia, em 27.11.19

Digitalizar!

Na montra do anonimato

Digitalizaste o teu retrato

Está tudo tão perfeito!

Criaste uns cabelos longos para prenderes os meus braços

Uns olhos de amêndoa e mel

Uns lábios de romã apaixonada

Um queixo perfeito

Colocaste o sinal no sítio certo

Mas, não fez efeito!

Tenho de te olhar, olhos nos olhos, para ver o jeito

Sentir o teu sangue queimar o meu peito

Beijar os teus lábios para matar o desejo

O digital não tem cheiro!

Nem dá para ver o rodopiar dos joelhos

No futuro, vamos poder digitalizar a cabeça, tronco e membros

Vamos aguardar, pelos resultados!

 

José Silva Costa

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D