Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Amor & Guerra (22)

por cheia, em 13.05.21

Amor & guerra (22)

 

O Carlos surpreendeu os terapeutas e os médicos. Em Alcoitão, em poucos dias adaptou-se à prótese, e começou andar sem o apoio das canadianas. Quiseram perceber o que é que tinha contribuído para um empenhamento tão grande

Disse-lhes que a motivação vinha do filho e da namorada. Tinha de começar uma vida nova, sair do hospital, ir viver com eles, trabalhar, esquecer aqueles dolorosos tempos

No Hospital militar, sabendo da extraordinária adaptação, os médicos informaram-no de que lhe iriam dar alta

Queria muito informar, a Miquelina, das boas notícias. Mas, infelizmente, os pais dela não tinham telefone, escreveu-lhe uma carta

Com o fim da recuperação, começavam as preocupações com o futuro. Assim que tivesse alta, iria falar com os ex-patrões da namorada, saber se lhe arranjariam emprego, onde seria o local de trabalho, qual a renumeração, para poderem organizar a vida, a três

Mal teve alta, foi tratar de saber sobre o emprego. Foi muito bem recebido, pelos ex-patrões da Miquelina, que ficaram muito felizes por, finalmente, poder ir viver com a Miquelina e o Miguel.

Desejaram, muitas felicidades, para os três e entregaram-lhe uma carta, para apresentar na sede do Banco, para onde, certamente iria trabalhar

Agradeceu-lhes tudo o que tinham feito pela Miquelina, o Miguel e ele, que nunca esqueceria o muito que lhes devia

Dirigiu-se para o Banco, onde foi recebido pelo diretor do departamento de pessoal que, depois de saber da deficiência do Carlos, lhe perguntou se gostaria de ser telefonista

Carlos disse-lhe que seria ótimo, atendendo ao problema que tinha na perna esquerda

Disse-lhe para se apresentar, ao trabalho, no início do mês seguinte, e que não se preocupasse com o desempenho do cargo, porque lhe seria dado um curso de formação profissional

Ficou tão contente que só queria informar a Miquelina. Dirigiu-se para a estação ferroviária de Santa Apolónia, para apanhar o comboio, para Braga

 

No início da década de 70, apesar do esforço com a guerra, as entidades financeiras e as grandes empresas registavam um bom momento. Quase todos os dias havia aumentos de capital, os Bancos todos os dias admitiam pessoal!

Junto dos emigrantes, os Bancos nacionais angariavam muitas divisas, todos queriam enviar as poupanças para Portugal, com a esperança de construírem uma casa

A 6 de Janeiro de 1973, iniciou-se a publicação do semanário Expresso

A 19 de Abril de 1973, em Bad  Münstereifel, na Alemanha,  foi criado o  Partido Socialista.

Continua.

 

     

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:58

Amor & guerra (12)

por cheia, em 15.04.21

Amor & guerra (12)

 

A amputação, da perna do Carlos, correu bem. Os médicos afiançaram-lhe que com uma prótese ficaria em condições de continuar a governar a vida

Possivelmente teria de ir uns meses para o Centro de Reabilitação de Alcoitão, para se adaptar à prótese. A esperança, que os médicos lhe conseguiram incutir, deixaram-no mais tranquilo, com força de vontade capaz de enfrentar todos os obstáculos, certo de que ainda seria muito feliz ao lado da Miquelina e do Miguel

Os pais do Carlos foram informados de que o filho tinha sido ferido em combate e estava livre de perigo, no Hospital Militar, em Lisboa

Assim que os médicos lhe disseram que ia ficar capaz de governara a vida, já se sentia em condições de escrever à Miquelina. Pediu a um enfermeiro se fazia o favor de lhe arranjar uma carta e uma caneta, para poder informar a namorada do que tinha acontecido

O enfermeiro aconselhou-o de como dar a notícia à namorada. Disse-lhe para não lhe dizer, ainda, que lhe tinham amputado a perna

O Carlos escreveu à namorada, dizendo-lhe que tinha sido ferido em combate, mas já estava melhor, e a prova disso era a carta, que lhe enviava

Esperava que ela e o Miguel estivessem bem. Assim que tivesse visitas informá-la-ia

A Bárbara estava radiante com a chegada de uma nova Companhia, na esperança que nela viesse o seu futuro amor. Tudo estava a correr bem: a Sara já falava e corria tudo, era uma boneca, uma bonita flor, para um quadro perfeito, só faltava arranjar um companheiro

A Miquelina pediu aos pais para ficarem com o Miguel, para ir ao Quartel-General do Porto

Apanhou a camioneta da carreira bem cedo, ainda não eram dez horas já estava à porta do Quartel-General. Foi muito bem recebida e fizeram tudo para a ajudarem. Como não tinham autorização para a avisarem, teria de apresentar qualquer coisa que provasse que para além de namorada tinha um filho dele

Miquelina tirou da mala, a carta onde ele dizia que perfilhava o filho. O militar leu as palavras, entregou-lhe a carta e disse-lhe, para aguardar, que ele ia falar com o Comandante

Já estava a ficar nervosa, devido à demora, quando abriram a porta, o militar que a tinha atendido vinha acompanhado de outro mais velho e com muitos galões

O Comandante cumprimentou-a e disse-lhe:” embora não tenhamos autorização para a informar, compreendo a sua ansiedade e preocupação, pode estar descansada, o seu namorado está no Hospital Militar, livre de perigo, por ter sido ferido em combate, já falei com os nossos camaradas do Hospital, e informaram-me de que em breve terá visitas. Tem aqui o número do telefone, amanhã ou depois, pode telefonar, que eles, talvez já lhe saibam dizer quando começam as visitas”

A Miquelina não ficou descansada, esperava que pudessem dar mais pormenores. Do mal, o menos, não tinha morrido, e em breve podia ir vê-lo.

Continua.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:59


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D