Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quingentésimo ano (57)

por cheia, em 26.02.24

Na ribeira do Eufrates assentado,
discorrendo me achei pela memória
aquele breve bem, aquela glória,
que em ti, doce Sião, tinha passado.

Da causa de meus males perguntado
me foi: Como não cantas a história
de teu passado bem, e da vitória
que sempre de teu mal hás alcançado?

Não sabes, que a quem canta se lhe esquece
o mal, inda que grave e rigoroso?
Canta, pois, e não chores dessa sorte.

Respondo com suspiros: Quando crece
a muita saudade, o piadoso
remédio é não cantar senão a morte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:54


14 comentários

Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 26.02.2024 às 09:54

Bom dia, Cheia.

Esplêndido soneto, mas agora não poderei fazer coro com ele que hoje é dia de fazer mil e uma coisas inadiáveis. Hoje e amanhã, com a consulta hospitalar da Mistral, vou ter de passar de fugida pelos blogs...

Um abraço
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 10:05

Bom dia, Maria João.

Boa semana.

Um abraço.
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 26.02.2024 às 11:03

Boa semana.
Beijinhos!!
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 11:35

Muito obrigado.

Também lhe desejo uma boa semana, Maribel!

Beijinhos
Imagem de perfil

De jabeiteslp a 26.02.2024 às 15:40

E quem canta
o mal espanta
Bela Semana pra vocês José.
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 18:58

É o que dizem, João.

Boa noite e boa semana, para vocês com saúde e alegria.
Imagem de perfil

De Isabel Paulos a 26.02.2024 às 18:08

Lá voltámos ao quem canta seus males espanta.
Um resto de dia bom, José.
Ainda está dia e já passa da seis da tarde. O ano começa a voar.
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 18:47

As duras lembranças de Babilónia e Sião.

Bom resto de dia, Isabel.
Imagem de perfil

De MJP a 26.02.2024 às 19:11

Grata pela partilha, José! :))
Boa noite e Boa semana!
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 20:34

Muito obrigado!
Noite tranquila, Zé
Imagem de perfil

De Di a 26.02.2024 às 19:45

Obrigada pela partilha.
Beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 26.02.2024 às 20:32

Muito obrigado!

Beijinhos
Imagem de perfil

De Cotovia@mafalda.carmona a 26.02.2024 às 22:47

Olá José!
Na medida em que lia o soneto de Camões fui construindo a imagem do pensador, melancólico, que pela saudade tremenda canta as suas dores, neste caso a morte.
Camões é de facto um poeta impressionante.
Obrigada por mais esta partilha comemorativa do nosso poeta maior.
Boa noite, José.
Beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 27.02.2024 às 08:14

Bom dia, Mafalda!
O estado moral do grande poeta, ao escrever estes versos, era o mesmo que lhe inspirou as belíssima redondilhas Babilónia e Sião.

Bom dia.

Beijinhos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D