Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quingentésimo ano (47)

por cheia, em 16.02.24

Que pode já fazer minha ventura
que seja para meu contentamento.,
Ou como fazer devo fundamento
de cousa que o não tem, nem é segura?

Que pena pode ser tão certa e dura
que possa ser maior que meu tormento?
Ou como receará meu pensamento
os males, se com eles mais se apura?

Como quem se costuma de pequeno
com peçonha criar por mão ciente,
da qual o uso já o tem seguro;

assi de acostumado co veneno,
o uso de sofrer meu mal presente
me faz não sentir já nada o futuro.

 

Luís de Camões

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:55


14 comentários

Imagem de perfil

De Ana D. a 16.02.2024 às 08:15

Grande verdade.
Bom dia José!
Imagem de perfil

De cheia a 16.02.2024 às 14:30

De acordo, Ana!

Bom fim-de-semana.
Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 16.02.2024 às 11:29

Bom dia, Cheia!

Mais uma maravilha :)

Abraço
Imagem de perfil

De cheia a 16.02.2024 às 14:08

Camões deixou-nos muitas maravilhas.


Boa tarde e bom fim-de-semana, Maria João!

Um abraço
Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 16.02.2024 às 15:46

É isso, Cheia: tudo o que saía daquelas abençoadas mãos era perfeito!

Bom fim-de-semana e um abraço
Imagem de perfil

De cheia a 16.02.2024 às 16:04

Um grande artista.

Um abraço, Maria João!
Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 16.02.2024 às 16:11

:) Um ENORME artista!

Abraço
Imagem de perfil

De cheia a 16.02.2024 às 16:25

De acordo!

Um abraço.
Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 16.02.2024 às 17:20

me faz não sentir já nada o futuro....o calo do sofrimento...:))abraço
Imagem de perfil

De cheia a 16.02.2024 às 18:30

Bastava-lhe o sofrimento do presente.

Um abraço.
Imagem de perfil

De Cotovia@mafalda.carmona a 16.02.2024 às 23:44

Olá José!
Mais um belo e reflexivo soneto do nosso poeta maior. Será que a habituação ao "veneno" do presente nos vai desensibilizar para o futuro? Na eterna luta do bem e do mal, para qual somos, inevitavelmente chamados, não é possível desistir, pelo menos enquanto formos, e nos sentirmos, vivos, pesem embora os tormentos inerentes.
Bom fim-de-semana, José.
Beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 17.02.2024 às 07:54

Olá, Mafalda!

Bom dia.

Acho que sim, parece que os genocídios, que estão a acontecer, já não nos incomodam muito.

Bom fim-de-semana, Mafalda.

Beijinhos



Imagem de perfil

De MJP a 17.02.2024 às 17:08

Grata pela partilha, José! :))
Resto de dia Feliz e Bom domingo!
Imagem de perfil

De cheia a 17.02.2024 às 18:51

Muito obrigado!

Bom domingo, Zé!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D