Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

socieadeperfeita



Segunda-feira, 14.05.18

Paridade

Festival da Eurovisão 2018

 

Há quem passe a vida a criticar

Que tudo não passa de uma feira de vaidades

Bem vestidas, mal vestidas, feias, bonitas e outras tricas

Mas os resultados dos últimos anos estão a mostrar o contrário

Ganha quem consegue transmitir emoção

Portanto, abaixo o negativismo, vamos à construção

Trabalho, solidariedade, diversidade, modernidade, inclusão

Nem todos podem ser modelos!

Os anos acabarão com esses flagelos

O interior sobrepor-se-á o exterior, ganhando valor

Este vai ser o século do amor!

A paridade entre os sexos é o seu motor

Os censores levarão uma grande lição

Os satélites acabarão com as fronteiras

Os muros não passam de asneiras

Os que proíbem o presente têm medo do futuro!

Não! Nunca muros, censores, conseguirão enclausurar o pensamento

Mais tarde ou mais cedo, aqui ou além, chegará o momento

De abrir os braços, gritar liberdade, fazer do pensamento o sustento

Não há força, nem movimento que consiga aprisionar o vento

Os ventos de mudança avançam contra qualquer força de segurança

Nem peia, nem meia, nem gente feia travarão a alegria da veia

Este século já tem, muita coisa, mudado

Só falta alguns compreenderem que todos temos de ter um lugar onde viver!

Que não é crime procurarmos uma vida melhor

Mais que não seja a pensar num futuro melhor, para os filhos

Acabaram-se as fronteiras que nos impediam de opinar

Ganhou a modernidade sem preconceitos de inferioridade.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 18:06


10 comentários

De HD a 14.05.2018 às 21:05

Fantástica prova de diversidade e sentimento que superam qualquer crítica e preconceito :-)

De cheia a 15.05.2018 às 21:25

Sim. " Toda a gente é pessoa"

De jabeiteslp a 15.05.2018 às 11:28

Rodopia este Globo azul
e a alegria da Chiken
ganhou o Festival mais a Sul...

Boa Semana de aqui da Cova das Cerejas
atrasadas

De cheia a 15.05.2018 às 21:38

Suponho que a alegria da galinha encanta qualquer criança
Veio ao país mais ocidental da europa, ganhar
Espero que não tenha sido nenhuma vingança.

Já tinha estranhado não ter ainda visto cerejas
A fruta que mais gosto, que só conheci aos doze anos

Uma boa semana, com muito sol, para amadurecer as belas cerejas da Cova da Beira.

De Carlos a 15.05.2018 às 13:34

O momento de gritar liberdade e tornar-nos cada vez mais seres conscientes e solidários!
Abaixo o negativismo...
Gostei deste teu jeito de abordagem.
Grande abraço.

De cheia a 15.05.2018 às 21:48

Amigo, mesmo que o festival não tenha servido para mais nada, mostrou aos chineses que os europeus não têm os olhos em bico, que neste caso estiveram muito bem, ao não pactuarem com censuras.
A Europa, às vezes desilude-me, outras deixa-me orgulhoso.

Um grande abraço

De omeumaiorsonho a 15.05.2018 às 20:34

Eu na verdade não gostei da canção vencedora, a música não me fascina.

Mas concordo inteiramente.
Mais outro texto bem escrito e que nos leva a reflectir!

De cheia a 15.05.2018 às 21:56

Quando vi a atuação da cantora, pensei nas crianças. Acho-a uma grande comunicadora.

De Chic'Ana a 16.05.2018 às 10:42

Adorei o poema. Foca os pontos cruciais! =)
Beijinhos

De cheia a 16.05.2018 às 22:50

Temos de tentar criar um Mundo melhor!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031