Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O futuro (6)

por cheia, em 26.07.21

O futuro, ano de 3000

Com o terceiro milénio, chegou, também, a sociedade (quase) perfeita

A pandemia causada pelo SARS-Cov-2 e as contínuas calamidades, que se abateram sobre a Terra: cheias diluvianas, incêndios incontroláveis, ciclones, matando milhões de pessoas, fizeram com que a humanidade mudasse de rumo

Acabaram com os motores de combustão, todos os meios de transporte passaram a ser movidos a eletricidade, incluindo os foguetões para o espaço, Lua e Marte

A alimentação, também, sofreu uma grande alteração, mais de metade, da população mundial tornou-se vegan, contribuindo para um melhor ambiente

O setor têxtil teve uma grande diminuição de procura, porque a moda de vender roupa usada, na internet tem tido muita aceitação. Como é muito fácil a venda ou permuta de roupa, basta fotografá-la e coloca-la à venda, nas diferentes plataformas da internet

As casas deixaram de estar atafulhadas de roupa, alguma nem chegava a ser estreada. Acabou a febre de, todos os dias, comprar roupa para todos os dias mudar de visual

Em paz, sem pobres, sem deslocados nem desempregados, o mundo vive o melhor momento de sempre, depois de acabar com o analfabetismo, com os sem-abrigo, e até a violência doméstica, a humanidade pode, finalmente, saborear toda a beleza do nosso planeta

Depois de muitos anos de luta por um desenvolvimento sustentável, finalmente, o objetivo foi alcançado. Mas, para isso, primeiro, tivemos de pagar um preço muito elevado, por termos, o ambiente, envenenado

Infelizmente, parece que só assim somos capazes de evitar a queda no precipício, porque foi o que aconteceu com a conquista da paz, que só foi obtida, depois de muito sangue derramado

Falta saber, por quanto tempo, conseguiremos manter esta, feliz, situação!

As duras batalhas dos divórcios litigiosos, ainda, mais traumatizantes quando há filhos pelo meio, acabaram

Já não se veem, nem ouvem os progenitores dizerem mal um do outro, o que fazia com que os filhos fossem o saco de boxe, onde os pais descarregavam toda a fúria e frustração da separação, fazendo com que as crianças muito sofressem, porque todos gostamos de ambos

Quando as mulheres eram economicamente dependentes dos maridos, porque não trabalhavam fora de casa, era quase impossível, elas pedirem o divórcio.

Por isso, muitas sofreram muitas humilhações e agressões, sem meios para puderem fazer valer os seus direitos, tiveram de se resignar a uma vida sem dignidade

Assim que conseguiram a emancipação económica, os divórcios começaram, e vieram para ficar

Cada vez mais cedo, as crianças, se habituam a andarem com a trouxa às costas: semana num, semana no noutro

Hoje, o divórcio é encarado com toda a naturalidade, e os pais, mesmo divorciados, não deixam de se falar, acompanhando o crescimento dos filhos, juntos, nos momentos marcantes do seu crescimento.

 

Na Ilha de Madagáscar, devido à seca, há quem coza as solas dos sapatos, para enganar a fome!

 

José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:57


32 comentários

Imagem de perfil

De Rute Justino a 26.07.2021 às 09:34

Será assim o futuro?
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 19:07

Oxalá que seja muito bom para todos!
Boa semana!
Imagem de perfil

De MJP a 26.07.2021 às 09:54

Prodigiosa imaginação, José...
Dia Feliz!
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 19:05

Nem por isso! As suas encorajadoras palavras é que ajudam.
Feliz noite, Zé!
Imagem de perfil

De MJP a 26.07.2021 às 19:10

O mérito é inteiramente seu, José!
Resto de dia Feliz!
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 19:18

Não sei se será!
As amáveis palavras também ajudam.
Uma noite feliz, Zé!
Imagem de perfil

De green.eyes a 26.07.2021 às 10:07

É só felicidade

Boa semana
Bj
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 19:01

Pela qual ainda temos de esperar, por em quanto são fogos, cheias, fome.
Boa noite!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 26.07.2021 às 10:44

Acho que a humanidade não chega lá...
Beijinhos!!
Boa semana!!!
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:57

Tem razão!
Já seria muito bom que conseguissem inverter esta situação de calamidades por todo o lado.
Boa semana!
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Rik@rdo a 26.07.2021 às 11:12

Existem son hos lindos, encantadores, fascinantes. Quando se acorda, viram pesadelo. Que bom seria que tudo fosse assim tão belo e linear.
.
Início e semana feliz. Cumprimentos.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos (http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/)
.
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:53

Era um paraíso!
Grato pela visita.
Uma boa semana. Cumprimentos.
Imagem de perfil

De solua a 26.07.2021 às 11:43

Bela História… solas comestíveis, boa dica!
Feliz Dia!
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:45

Infelizmente não é História. Devido à seca, as pessoas não têm de que comer. Desesperadas, estão a cozer as solas dos sapatos, que são de couro, para não morrerem de fome.
Feliz resto de dia!
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 26.07.2021 às 12:10

Enfim, José, uma sociedade perfeita ... salvo a Ilha de Madagáscar!

Beijinhos
Feliz Dia
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:40

Infelizmente, não é só a Ilha de Madagáscar, por todo o lado cheias, incêndios....

Boa noite, Luísa!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Folhasdeluar a 26.07.2021 às 16:36

Foco-me na ilusão da moda de termos que usar uma roupa diferente não todos os dias, mas durante o mês. E a estupidez que é andarmos a passear marcas de roupa no nosso corpo, só para mostrar que temos poder de compra....:))) abraço e bom fim-de-semana
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:00

A moda e o usa e deita fora são quem manda. Parece que alguma coisa está a mudar, porque as calamidades parece que vieram para ficar.

Boa semana.
Um abraço
Imagem de perfil

De Francisco Carita Mata a 26.07.2021 às 17:17

Ó José, essa de Madagáscar lembra o filme de Charlot. Muita saúde.
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 17:48

O mal é que não é nenhum filme, é a realidade de quem está a morrer à fome, e em desespero coze as solas dos sapatos, que são de couro, para se alimentar!
Boa semana e muita saúde.
Imagem de perfil

De olhosqueleem a 26.07.2021 às 18:02

José,
Gostei da sociedade (quase) perfeita no ano 3000 se a humanidade lá chegar.

Por oposição em 2021 em Madagáscar as pessoas morrem de fome e cozem as solas dos sapatos para enganar a fome. Estamos perante uma catástrofe humanitária.
E esta realidade dói.

Um abraço.
Ana
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:10

Uma vez que os grandes poluidores já admitiram que as calamidades que estão a acontecer são devidas à poluição, espero que façam alguma coisa para as evitar.
Boa semana, Ana.
Um abraço
Imagem de perfil

De olhosqueleem a 26.07.2021 às 18:20

Temo que não cheguem a tempo...
A seca, devida às alterações climáticas para as quais este povo não contribuiu, mas foi vítima pode matar mais que qualquer pandemia.
Boa semana José.

Ana
Imagem de perfil

De cheia a 26.07.2021 às 18:36

Tem razão! Basta ver o que está a acontecer por todo o lado.
Feliz resto de dia, Ana

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D