Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Novas empresas

por cheia, em 21.01.19

Novas tecnologias

Para quem dizia, que as novas tecnologias iriam beneficiar os trabalhadores

O tempo mostrou o contrário

Só os acionistas beneficiaram

Os trabalhadores, ficaram, aos empregos, mais amarrados

Levando, para casa, o trabalho

Ficando, assim, vinte e quatro horas de serviço, por dia

Mesmo dentro das empresas, nasceram novas prisões

Por tudo e por nada, muitas reuniões

Objetivos, que são ilusões

Em conjunto: ginásio, sauna, refeições

Muitas palavrinhas, cor-de-rosa, de incentivações

E, a família a sofrer as privações

De quem está sempre de serviço, não lhe podendo dar atenções

A inteligência artificial não para de aumentar

Querendo chegar ao ponto de nos suplantar

E, eu gosto de a ver a avançar

Pena é, que não seja para, a natural, beneficiar

Acabou-se o tempo e a tranquilidade

Em que o mesmo emprego era para toda a vida

Hoje, está tudo sempre a mudar

Temos de estar preparados para, as mudanças, acompanhar

O que nos provoca um grande stresse

Porque nunca sabemos o que no dia seguinte vai acontecer

A indústria automóvel está numa grande encruzilhada

Ninguém sabe o que fazer, o que se vai vender

Os motores a gasóleo estão a morrer

O que é que vai sobreviver: os motores a gasolina ou os elétricos!

Quando não precisarmos de conduzi-los, vamos continuar a compra-los ou a aluga-los!

Milhares de postos de trabalho já estão em risco

E, por isso, preocupado, fico.

José Silva Costa

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:42


34 comentários

Imagem de perfil

De cheia a 22.01.2019 às 22:44

A crise que se abateu sobre nós, em parte provocada por irresponsáveis, veio-nos obrigar a aceitar tudo: deixámos de ter horários, deixámos de poder dar atenção à família, estamos ligados ao telemóvel vinte e quatro horas por dia e temos de estar sempre disponíveis,
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.01.2019 às 22:46

penso que foi em frança que se discutiu o "direito de desligar". por isso é que nunca fiz muita questão de ter telemovel da empresa.
Imagem de perfil

De cheia a 22.01.2019 às 23:01

Fazes bem. Tive um chefe de serviços, que fazia reuniões para nos pedir para trabalharmos mais meia hora ou uma hora, que a empresa agradecia. Mas nunca fui nessa conversa. De manhã cheguei, muitas vezes, a entrar mais cedo, porque o trabalho era muito, e pensei que os papéis só acabariam, quando lhes pegasse fogo, o que obviamente não fiz, mas passei um mau bocado,
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.01.2019 às 23:04

Uma vez ou outra não morre ninguém.
o problema é quando é sistemático.
Quando estive nessa empresa de auditoria, trabalhava todos os dias até as 23h, sem jantar e aos sabados das 9 às 20 horas sem receber 1 unico centimo a mais. Uma loucura! Ao fim de 3 meses pedi para mudar de cliente.
Imagem de perfil

De cheia a 22.01.2019 às 23:13

Estavas a dar cabo da tua saúde, e não há nada que a pague!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.01.2019 às 23:28

Saúde, família, relações sociais e emocionais. Ainda por cima trabalhava com uma senior que era uma cabra para mim. Sabes quando chegas àquele ponto que vais a sair de casa para ir trabalhar e pensas: "mais um dia de tortura".
Quando um trabalhador pensa isso, está na bater no fundo. Só fiquei por lá porque mudei de clientes e nesses 5 anos, a crise não deixou sair. Só em 2015 consegui sair.
Imagem de perfil

De cheia a 22.01.2019 às 23:37

Sei dar o valor a todas essas coisas. Quando a secção em que trabalhava foi informatizada eramos uns trinta e tal, só ficamos dez. Nos primeiros dias vi que estávamos a fazer uma cosia que não estava bem, disse ao meu chefe, e ele mandou corrigir, mas colocou-me trinta dias a agrafar papéis, podes calcular o que sofri!
Imagem de perfil

De O ultimo fecha a porta a 22.01.2019 às 23:38

isso foi quase bullying.
Imagem de perfil

De cheia a 22.01.2019 às 23:40

Infelizmente, nessa altura ainda não se fava em bullyng.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D