Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mulher!

por cheia, em 08.03.24

Mulher!

(Reedição)

 

por cheia, em 08.03.24
 

“A Mulher e o Amor”

 

As dores do amor

São puras e muito duras

Mulher, que vendes prazer!

A quem o quiser

Porque tens de vier

Criar os filhos, que o amor fez nascer

Mas, o progenitor encantou-se, por outra flor

A mãe ficou sozinha no ninho

Vende o seu corpo, para poder criar o filhinho

Amargas dores de puros amores

Que o tempo levou

Ficou a flor, que lhe sustenta a esperança

De um dia encontrar um novo amor

Que faça dela uma flor

Que queira ficar, com ela, a vida inteira

Que a veja como mulher, e não como rameira

Que não a queira, apenas, para comprar prazer

O espinho da rosa de ser mulher

A parte negra da sua formusura

A dura vida de conseguir ser vista como mãe……..

E não como objeto sexual

Que a publicidade, também, compra

Para fazer faísca na montra

Para obter dinheiro e notoriedade

Nunca para fazer brilhar a sua dignidade

São as mulheres e o amor que iluminam a cidade

Mulheres amadas irradiam felicidade

São namoradas, mães, avós…….

Todas elas têm um pouco de perfume, de todos nós

A todas e ao seu amor, devemos a nossa existência

A todas o meu muito obrigado e o meu amor.

 

Este texto é o meu contributo, para a colectânea abaixo mencionada, cuja imagem retirei do blog https://cotoviaecompanhia.blogs.sapo... da Mafalda, que também paticipou, bem como a Maria João, do blog           http://poetaporkedeusker.blogs.sapo..

Ainda podem participar até 31/03/2024.     

O poema e/ou trabalho artístico deverá ser enviado para este mesmo e-mail: ice.antologia@gmail.com

A Mulher e o Amor.png

 

 

 

 

 

 
 

 

  •  
  •  
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:37


15 comentários

Imagem de perfil

De Cotovia@mafalda.carmona a 08.03.2024 às 16:20

Olá José, parabéns pelo seu poema e participação na Colectânea promovida pelo Instituto Cultural de Évora, muito lindo e terno, esperança também para que a mulher alcance o seu direito de ser bela, de ser mulher, de viver o amor e o seu lado mais doce, ou de ser o que quiser, um dia.
Por agora fica neste dia a possibilidade de falar e alertar para o que ainda tem muito a ser melhorado para a igualdade que alguns chamam de equidade, mas na verdade, o sistema não mudará apenas com a boa vontade de quem bem faz e ama, é toda a sociedade que tem de mudar e infelizmente não o fará, maioritariamente, de modo próprio. Temos de ter leis para que as mudanças aconteçam, como na sua fabulosa saga do Império, algumas coisas podem mudar-se a nível local, próximo,mas para uma abrangência total, apenas a Lei será a via para a mudança.
O meu muito obrigada pela partilha de hoje, José.
Beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 08.03.2024 às 17:10

Olá, Mafalda!

É como diz: "Temos de ter leis para que as mudanças aconteçam"

A sociedade está, sempre, a mudar. Hoje, há muitos encarregados de educação monoparentais, a maior parte mulheres que, com a crise da inflação, se viram, de um dia para o outro, com prestações, das casas, incompatíveis com os seus rendimentos.
Sem leis, que as ajudassem, tiveram de escolher entre ir para debaixo da ponte, com os filhos, ou venderem o seu corpo.

Feliz dia para todas as mulheres!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Maribel Maia a 08.03.2024 às 19:34

Bela partilha!!!
Bom fim de semana!
Beijinhos!!!
Imagem de perfil

De cheia a 08.03.2024 às 19:36

Muito obrigado!

Também lhe desejo um bom fim-de-semana, Maribel!

Beijinhos
Imagem de perfil

De Vagueando a 08.03.2024 às 19:35

Muito bom. O amor cai bem em todo o lado e a toda a gente, a mulher é apenas um ser que merece ser bafejado pelo amor.
Imagem de perfil

De cheia a 08.03.2024 às 20:59

Todos precisamos e amor e compreensão.

Imagem de perfil

De Ana D. a 08.03.2024 às 23:53

Muitos Parabéns José!
Obrigada pela partilha!
Imagem de perfil

De cheia a 09.03.2024 às 08:02

Quando as crises apertam, e os Governos não ajudam os mais desfavorecidos, são quase sempre as mulheres que pagam a fatura porque, nos divórcios, são elas que tomam conta dos filhos.

Bom sábado, Ana!
Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 09.03.2024 às 12:30

Bom dia, Cheia!

Que estranho!
Poria as mãos no lume em como deixei algumas palavras nesta publicação... e não as vejo.

Lembro-me bem de, a propósito, termos falado sobre o aumento da prostituição... Mas não vou deitar a toalha ao chão por algo que me transcende, já que este mundo virtual está pejadinho de coisas que me ultrapassam.

Bom Sábado e um abraço
Imagem de perfil

De cheia a 09.03.2024 às 17:47

Boa tarde, Maria João!
Deixou sim, na primeira edição. Mas, depois, reeditei-o.

Também lhe desejo um bom Sábado.

Um abraço.
Imagem de perfil

De Maria João Brito de Sousa a 09.03.2024 às 20:50

Ah, obrigada por me elucidar, Cheia :)

Com tantos desastres a acontecerem-me em simultâneo, já começo a duvidar da minha lucidez, rsrsrs

Entretanto, também publiquei esta manhã a minha resposta ao soneto de Camões "Vós que, de olhos suaves e serenos/ com justa causa a vida cativais..." mas, como estou em fase de imparável produção, comecei a publicar dois sonetos por dia e o que refiro é o penúltimo do meu blog.

Uma noite repousante e, se possível, um pouco menos tempestuosa, que já não se aguenta esta louca ventania
Imagem de perfil

De Di a 09.03.2024 às 19:39

Bonita homenagem, obrigada
Imagem de perfil

De cheia a 09.03.2024 às 21:13

Muito obrigado, Di!

Beijinhos
Imagem de perfil

De MJP a 10.03.2024 às 19:17

Grata pela partilha, José! :))
Boa noite e Boa semana!
Imagem de perfil

De cheia a 10.03.2024 às 19:46

Muito obrigado!

Boa noite, Zé!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D