Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

socieadeperfeita



Domingo, 11.06.17

Conta e Tempo

CONTA E TEMPO
Deus pede estrita conta de meu tempo. E eu vou, do meu tempo, dar-lhe conta. Mas, como dar, sem tempo, tanta conta, Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?
Para dar minha conta feita a tempo, O tempo me foi dado, e não fiz conta. Não quis, sobrando tempo, fazer conta. Hoje, quero fazer conta, e não há tempo.
Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta, Não gasteis vosso tempo em passatempo. Cuidai, enquanto é tempo, em fazer conta!
Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo, Quando o tempo chegar, de prestar conta, Chorarão, como eu, o não ter tempo...

 

Escrito no século XVII, pelo Frade Franciscano António das Chagas (António Fonseca Soares) , um alentejano da Vidigueira, que veio a falecer em Torres Vedras.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 22:12


8 comentários

De Chic'Ana a 12.06.2017 às 11:12

Uma grande verdade que podemos transportar para o nosso dia a dia!
Beijinhos

De cheia a 13.06.2017 às 23:15

Uma verdade que nos dá que pensar. Temos de, o tempo, aproveitar, pedindo que só nos venha a faltar, quando a idade o não desejar.

De HD a 12.06.2017 às 22:27

Muito sábio e exemplar :)

De cheia a 13.06.2017 às 23:06

Temos de, o nosso tempo, saber gastar.

De HD a 13.06.2017 às 23:07

Precisamente :)

De cheia a 13.06.2017 às 23:18

Temos de ter presente, que não vai durar, para sempre.

De jabeiteslp a 13.06.2017 às 09:03

Trocadilhos da razão...

De cheia a 13.06.2017 às 23:04

Não gasteis vosso tempo em passatempo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930