Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Amor & guerra (31 )

por cheia, em 10.06.21

Amor & Guerra (31)

Com o regresso às aulas, a Sara estava ansiosa por saber como era a sua nova escola, não tinha amigas, nem amigos, não conhecia ninguém, só lhe restava a consolação de faltar apenas um ano, para começar a frequentar uma instituição de ensino superior

A mãe disse-lhe que a acompanhava, se ela quisesse, mas a Sara disse-lhe que não, porque isso era motivo para os colegas gozarem com ela, Já não era nenhuma criança!

A mãe calhou a passar pela escola, para onde ia a Sara, parou junto à receção, a observar o local, o edifício, para onde iria a sua menina, a sua única companhia

Uma funcionária, vendo-a tão absorta, perguntou-lhe se queria alguma informação

A Bárbara contou-lhe o que se passava: tinha vindo de Angola, com a filha, que iria para aquela escola, não conheciam ninguém em Portugal

A Miquelina disse-lhe que podia estar descansada, que já trabalhava ali há muitos anos, que o seu filho também ia para o décimo segundo ano, e se ela quisesse, que lho apresentava, para ela, melhor, se integrar

A Bárbara agradeceu-lhe, dizendo que iria dizer à Sara, para a contatar

Mesmo não precisando de trabalhar, procurou um emprego para não estar sozinha, enquanto a filha estava na escola

Foi trabalhar para uma joalharia, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, gostava do contato com os clientes, de vender e comprar, porque isso, era o que tinha, sempre, feito

Ambas procuravam o mesmo homem: o Carlos, mas sem que o dissessem, faziam-no em completo segredo, sem deixarem transparecer o que andavam a fazer

A Sara já tinha questionado a mãe sobre o seu pai, já sabia quanto o assunto a entristecia, causando-lhe muita dor. Por isso, decidiu que iria continuar a procurá-lo, mas sem que a mãe soubesse 

Para procurar o pai, apenas sabia que se chamava Carlos: um soldado, que tinha estado, em Angola, no início da guerra, em 1961

Mesmo com tão poucos dados, não deixou de escrever para o Ministério do Exército, contando a sua história, pedindo ajuda, para que conseguisse conhecer o pai

Tinha poucas esperanças de que a pudessem ajudar, mas iria fazer tudo o que estivesse ao seu alcance. Todos os que se chamassem Carlos, que tivessem sido soldados, e tivessem estado na sua terra, no início da guerra, tinham de ser inquiridos, até encontrar o seu pai

A Bárbara também não sabia como fazer, para encontrar o Carlos. Mas tinha uma vaga esperança de o encontrar numa rua de Lisboa, ou em um qualquer estabelecimento  

O Miguel, também, ia frequentar o último ano do ensino secundário: o décimo segundo ano. Já tinha decidido o que queria fazer. Ser engenheiro informático, e já sabia que iria para o Instituto Superior Técnico, Em Lisboa, porque tinha notas, que lhe permitiam escolher o curso e o estabelecimento de ensino que quisesse.

Continua.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:56


24 comentários

Imagem de perfil

De jabeiteslp a 10.06.2021 às 08:41

Desencontros
amores e confrontos
da balbúrdia que reinava José

Mas bons momentos que se leem com prazer.

Um belo Feriado pra vocês.
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 08:44

Muito obrigado, João!
Um bom feriado para vocês.
Imagem de perfil

De Sandra a 10.06.2021 às 09:22

Meu querido José, nem sabes que pena tenho não conseguir vir aqui, ao SAPO blogs, e ao teu espaço, com a regularidade de antes. Perco tanto destes teus maravilhosos registos, mas não consigo mesmo! Mas sempre que dá, venho ler-te! E que bom ler estes teus relatos, cheios de intensidade e história. Obrigada pela partilha, meu amigo! Muitos beijinhos, e um lindo feriado para ti!🌼
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 14:44

Que gentileza, Sandra!
Estou muito grato pelo teu carinho.
Feliz dia!
Beijinhos.
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 10.06.2021 às 11:15

Meu caro Amigo
Desculpe o atrevimento, mas 12.o ano e engenharia informática nessa altura?
Bom feriado e grande abraço
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 14:35

Tem toda a razão! Agradeço-lhe a observação.
Também lhe desejo um bom feriado, Amigo!
Um abraço
Imagem de perfil

De MJP a 10.06.2021 às 12:00

Mais uma Excelente partilha, José!
Dia Feliz!
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 14:20

Muito obrigado, Zé!
Feliz resto de dia!
Sem imagem de perfil

De Rik@rdo a 10.06.2021 às 12:08

As grandes confusões do após 25 de Abril de 1974. Acompanhando os relatos históricos com todo o interesse.
.
Tenha um dia (feriado em Portugal) muito feliz
.

Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 14:13

Muito obrigado pela visita.
Também lhe desejo um bom feriado!
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 10.06.2021 às 14:42

Já estou a imaginar onde isto vai dar ...

Beijinhos José
Bom Feriado
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 14:50

Vamos ver! Ainda há vários caminhos.

Também te desejo um bom feriado, Luísa!
Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 10.06.2021 às 16:10

História interessante. Gostei de ler.

Por lapso, o título do seu blog não está correto: SOCIEDADE Perfeita. Lapsos todos temos, não é?

Miguel Vital
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 18:42

Sem dúvida, amigo Miguel Vital!
Como não existem Sociedades Perfeitas, parece que veio a calhar.
Agradeço a visita, desejo-lhe um resto de dia feliz.
Imagem de perfil

De gaivotazul a 10.06.2021 às 17:28

Que lhes reservará o destino?...
Quanto caminhos se cruzam ou seguem em estradas paralelas quando tudo o que queriam era uma ponte que os ligasse.
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 18:34

Ninguém sabe o que lhes está reservado. A vida é feita de imprevistos, alegrias, tristezas............

Feliz resto de dia!
Imagem de perfil

De Di a 10.06.2021 às 21:32

Muito obrigada pela partilha.
Beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 10.06.2021 às 22:35

Eu que agradeço o teu interesse por este romance.
beijinhos
Imagem de perfil

De cheia a 12.06.2021 às 18:11

Feliz resto de dia, Di!
Beijinhos
Imagem de perfil

De /i. a 10.06.2021 às 23:53

Será que os irmãos vão dar-se super bem antes de saber que são manos?
Feliz Sexta-feira 🍀
Imagem de perfil

De cheia a 11.06.2021 às 11:11

Sim. Podem muito bem ser muito amigos, mesmo antes de saberem que são irmãos.
Bom fim-de-semana!

Comentar post


Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D