Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Amor & guerra (28)

por cheia, em 31.05.21

 Amor & guerra (28)

O General António de Spínola foi investido nas funções de Presidente da República em 15 de Maio 1974, Mas o seu mandato foi curto, em 30 de Setembro de 1974, renunciou ao cargo, por não estar de acordo com o rumo que o Movimento das Forças Aramadas estava a dar ao país

Foi substituído pelo general Costa Gomes, que exerceu o cargo até à posse do candidato eleito, nas eleições presidenciais de 176, o General Eanes

Firmino não voltou para casa, ao fim de três dias do seu desaparecimento, chegou a triste notícia, muito temida, desde o primeiro dia do seu desaparecimento, de que tinha sido assinado por um grupo de homens armados, que lhe exigiram as chaves do carro, mas que ele recusou entregar

Foi mais um rude golpe para a Bárbara, que já tinha visto assassinarem os seus pais, e não menos para os pais e o irmão do Firmino. A Sara, também, lavada em lágrimas, não escondeu o desgosto pela perda do padrasto, de quem tanto gostava, ainda que, sempre, dissesse que nunca desistiria de procurar o seu progenitor

A Bárbara culpava-se pela morte do companheiro, por não ter continuado a insistir que fossem para Lisboa, em vez de se ter acomodado à enganosa vida de Luanda

Disse, aos pais e ao irmão do Firmino, que não ficaria mais em Angola, e tentou convencê-los a acompanharem-nas. Mas eles não aceitaram, dizendo que, ao contrário dela, não tinham nada em Lisboa, para começarem uma nova vida

Como gostava muito que eles as acompanhassem, disponibilizou-se a ajudá-los a iniciarem uma nova vida, em Portugal. Mas nem mesmo assim conseguiu que se desligassem de Angola, onde tinham nascido e sempre tinham vivido

Vendo que não os conseguia demover de continuarem em Angola, tratou de comprar uma viagem para Lisboa, para ela e para a filha

Com muita tristeza, deixaram o seu Continente, os seus cheiros, os amigos: tudo ficou para trás, e voaram para a mítica Europa, ondem não tinham ninguém, nem nunca tinham estado, o único apoio que tinham era o dinheiro que os pais lhe tinham deixado no Banco, o que não era pouco!

Mas, a Sara tinha um, secreto, interesse em ir para Portugal, nunca o tinha revelado, nem pensava revelá-lo, estava muito bem guardado: era a esperança de encontrar e conhecer o pai

Ainda em 1974, ao contrário de todas as outras colónias africanas, que só viram a sua independência reconhecida em 1975, a Guiné-Bissau viu reconhecida a sua independência, por Portugal a 10 de setembro de 1974, já tinha declarado a independência unilateralmente em 24 de setembro de 1973

1975, foi o ano da independência das restantes colónias africanas:

Moçambique a 25 de Junho de 1975

Cabo Verde a 5 de julho de 1975

São Tomé e Príncipe a 12 de julho de 1975

 

Angola foi a última, a 11 de Novembro de 1975

Desmantelou-se o império. Se o 11 de março, de 1975, foi uma iniciativa do General António de Spínola, para travar a entrega das colónias, ao ser derrotado, terá contribuído para que tudo fosse decidido quanto antes.

Continua.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:58


20 comentários

Imagem de perfil

De imsilva a 31.05.2021 às 10:42

Adivinham-se grandes acontecimentos nas vidas destes protagonistas .
Boa semana .
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 15:03

Sem dúvida! Vão gostar do novo Continente.

Boa semana, Isabel!
Imagem de perfil

De João-Afonso Machado a 31.05.2021 às 10:52

Meu caro Amigo, o mal foi tudo se ter decidido «quanto antes». Deu muito sangue durante mais anos do que os da Guerra Colonial.
E S. Tomé e Príncípe era ilhas desertas, como Açores e Madeira...

Boa semana. Um abraço!
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 14:59

Já se tinha perdido muito tempo. Infelizmente, os partos são sempre difíceis.
Sim! Foram anos e sangue demais. Mas, para mantermos a nossa independência, também derramámos muito sangue, durante séculos.
Também lhe desejo uma boa semana. Um abraço!
Sem imagem de perfil

De Ryk@rdo a 31.05.2021 às 12:02

Estou fascinado com este tema.Embora seja conhecedor de muito do que se passou em 1974 e anos seguintes, gosto (muito) de ler. ELOGIO e APLAUDO esta iniciativa brilhante que aqui está a ser oferecido pelo Cheia. Fabuloso sem dúvida. A acompanhar a narrativa com todo o entusiasmo.

Cumprimentos poéticos.
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 14:47

Muito obrigado pelas suas encorajadoras palavras e pelas assíduas visitas.
Boa semana.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Francisco Carita Mata a 31.05.2021 às 13:10

Aguardamos a chegada das protagonistas. Que venham com saúde.
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 14:39

Custa muito deixar a nossa casa, o nosso país, e ter de partir, para preserva a vida.
Agradecem o empenho com a sua saúde.
Boa semana com saúde e alegria.
Imagem de perfil

De MJP a 31.05.2021 às 13:45

Mais uma excelente partilha, José!
Dia Feliz!
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 14:32

Muito obrigado, Zé!
Boa semana!
Imagem de perfil

De Luísa de Sousa a 31.05.2021 às 14:08

Hoje foi uma aula de história política

Beijinhos José
Feliz Dia
Imagem de perfil

De cheia a 31.05.2021 às 14:24

Foi, apenas, recordar algumas datas da queda do nosso império.
Feliz resto de dia, Luísa!
Beijinhos
Imagem de perfil

De Corvo a 01.06.2021 às 22:00

Nos moldes em que a independência de Angola foi feita foi convidar os angolanos para um banho de sangue como efectivamente aconteceu,
Em Portugal não se passava melhor com um governo a tomar posse de manhã e a cair à noite, com apenas a diferença de não correr sangue porque da resto a confusão era bem maior.
Não que eu tenha vivido esse descalabro mas sei porque para os meus interesses era de toda a conveniência saber
Lamento muito pelo Firmino,
Grande abraço e boa noite.
Imagem de perfil

De cheia a 01.06.2021 às 23:09

Tem toda a razão! Não havia rei nem roque. Por isso, Lisboa não estava em condições de impor, fosse o que fosse a Luanda, os militares recusavam-se a embarcar, para Angola, no aeroporto de Lisboa
E, o que dizer do massacre de 30.000 ou mais do dobro, de que só agora o Presidente, de Angola, veio pedir desculpa!
Boa noite, um grande abraço.
Imagem de perfil

De João Silva a 02.06.2021 às 12:55

Muito obrigado por esta história maravilhosa 😉 Abraço
Imagem de perfil

De cheia a 02.06.2021 às 14:30

Eu é que agradeço a visita!
Bom feriado.
Um abraço
Imagem de perfil

De Tagarelices ao Vento a 02.06.2021 às 16:45

Que triste noticia a do Firmino. Mas uma nova vida está no horizonte das outras personagens. Uma vida mais facilitada para uns e para outros menos facilitada! Quem sabe?
Imagem de perfil

De cheia a 02.06.2021 às 20:45

Todos estão muito tristes com o que aconteceu ao Firmino. Vamos ver o que vai acontecer.
Feliz noite!
Imagem de perfil

De /i. a 03.06.2021 às 13:13

Ó o Firmino .
Feliz dia de feriado 🍀
Imagem de perfil

De cheia a 03.06.2021 às 15:51

Foi mais uma vítima da queda do império.
Bom resto de dia!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D