Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Sociedade Perfeita

por cheia, em 10.11.14

A Sociedade Perfeita Rodízio, 11/02/13 Depois da bebedeira da passagem do século, passado o mito de que não passaríamos dois mil, veio a ressaca: a globalidade, a irresponsabilidade, a produtividade, a falsidade e os famosos mercados. De um momento para o outro fomos confrontados com a produtividade, a mobilidade e a inaptidão. De um dia para o outro, depois de cinco, dez ou vinte anos de trabalho, confrontam-nos com a inaptidão, a mobilidade e a produtividade, e atiram-nos com uma, duas, ou a três par cima. Chegados a casa, dizemos ao cônjuge, filhos e restante família: fui considerado incapaz e calaceiro, por isso não tenho direito à mobilidade, nem à produtividade. De hoje em diante teremos de deixar a casa e viver do ar, porque atingimos o século XXI, o da perfeição, onde todos somos iguais, todos diferentes, e direitos iguais, no papel! Temos o dia do periquito, do gato, do cão, do pai, da mãe, do idoso, da criança, do deficiente, etc., mas esqueceram-se do dia do inapto e do sem-abrigo. Uma desgraça nunca vem só, para cúmulo acabaram com os humanos! Agora só existem robôs, continuam a ter rins, fígado, pulmões, coração, mas os cientistas ainda não conseguiram criar o cérebro. Assim, teremos de viver sem ele, não sei se anos, ou séculos. Atingimos toda esta perfeição por podermos sair da nossa casa, para colocarmos, num papel, uma cruzinha, que nos dá o direito de elegermos os nossos representantes. Em nossa representação fazem as leis, que nos obrigam a deixar a casa onde nascemos, e esperávamos morrer, as que nos tornam inúteis, e muitas outras, muitos uteis para os nossos representantes. Assim, considerados lixo, tivemos de ir viver para a rua, dando origem aos sem-abrigo. Expostos em montras, mas do lado de fora, para que todos nos vejam, tropecem em nós, mas nem assim nos veem .Mas, mais uma vez, se esqueceram da lei, que determine quem nos deve remover do lixo em que nos colocaram. Quem é que nos atira para a pira ? Aqueles que não teem a coragem, ou a cobardia, (confesso que não sei qual a palavra adequada) de se exporem aos milhões de olhos, que os atropelam, mas não os veem, atiram-se para debaixo dos comboios, das janelas dos hotéis, envenenam-se, puxam fogo às casas, para cremarem os filhos, evitando assim a crueldade de os exporem à frente de uma montra, vendo os pais, com um letreiro na testa, a informar-nos: fui considerado inapto, não tenho direito a trabalhar, logo , sou incapaz de criar os meus filhos. Que sociedade mais perfeita poderíamos desejar! José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:18



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D