Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Maio

por cheia, em 27.05.22

Maio

Maio maduro maio

Sol quente raiado

Flores por todo o lado

Um perfume empoeirado

Sardinheiras no beirado do telhado

As abelhas no seu bailado

O sol chega à noite cansado

São muitas horas a aquecer o relvado

As manhãs acordam de peito inchado

A temperatura sobe ao sobrado

E o trânsito ficou bloqueado

Todos querem, nas praias, um bocado

O calor está muito torrado

Excedeu-se no bronzeado

O vento continua calado

Alguém tem de dar conta do recado!

O Orçamento será hoje aprovado

Com a maioria absoluta está tudo controlado

Está bastante atrasado

O do ano que vem já deveria estar a ser gizado

Mas, com tanta inflação não há antevisão

Não vale a pena fazer a previsão

Melhor seria fazer o Orçamento, para o próprio ano, depois do verão

Quando aquece o coração

E os aumentos dos ordenados e das pensões subirão acima de um tostão

Para fazer face ao aumento do pão

Para acabar com a contestação

Mas as greves continuarão!

José Silva Costa

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Azovstal

por cheia, em 20.05.22

Resististe!

Mas a resistência também tem limites

Espero que haja humanidade

Mas dos dois lados

Há coisas !

que não se fazem

Mesmo que haja inimizades

Para, hoje, exigirmos

Temos de, ontem, ter dado o exemplo

Não podemos praticar a barbaridade

E, depois, esperar que os outros não a pratiquem

O extremismo nunca deu bom resultado

Nem de um, nem de outro lado

Espero que haja humanismo, mesmo para com o inimigo

A vingança será, para ambas as partes, um grande castigo

Quando estamos na mó de cima não nos podemos esquecer

Que um dia poderemos estar na mó de baixo

Por alguma razão dizem que somos racionais

Mas não deixámos de ser animais

O melhor seria nunca nos esquecermos que somos todos irmãos

Mesmo quando nos metem uma arma nas mãos

Acima de tudo está a razão

Nunca a devemos perder

Devemos de andar com ela pela mão

E nunca nos podemos esquecer

Que “toda gente é pessoa”

 

José Silva Costa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00

Dia da Mãe

por cheia, em 01.05.22

Dia da Mãe, de 2022

 

Mãe, mãe, mãe, mãe, mãe!

A mais bela e bonita flor

Aquela que pare o amor

Que suporta com sorriso a dor

Que me transmitiu o amor

Que me beijou como se fosse a única flor

Que partilhava a minha dor

Que transbordava de bondade e amor

Que me gerou quando ainda era tão menina

Que me deu à luz quando fez os seus verdes 18 anos

Mas que maturidade e serenidade!

Que não correspondiam à sua idade

Que me transmitiu uma inabalável confiança

Uma força e perseverança que me acompanham

Uma calma e tolerância

Nunca me acordou esperou sempre que acordasse

Uma paz que as vidas de hoje não permitem

Compensava a pobreza com beijos

Apesar disso, nunca demonstrou pensamentos negativos

Eram tão bonitos os seus sorrisos

 

Mãe, palavra tão doce, tão bonita, tão amorosa

Tão bonita rosa, tão perfumada flor, o mais puro amor

Mãe, palavra com tão doce sabor, a transbordar de amor

Tão doloroso gesto de dor, tudo suportado pelo amor

Mãe, a palavra mais pronunciada, a mais amada, a mais beijada

Tão gloriosa missão, a de ser mãe, que bonita e delicada mão

Aquela que segura a vida, que a guia, que todos os dias a rega até florir

Que ensina o sorrir, a boca a abrir, que embala o sono e sonho

Tudo ensina, em troca de nada, tudo o que quer é ver florir a vida

Mãe, palavra tantas vezes repetida, é luz, é esperança

Mãe, mãe, mãe querida, devo-te tudo, devo-te a vida!

 

Um dia muito feliz para todas as Mães!

 

José Silvas Costa

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:00


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D