Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um raio de Sol

 

Na ponta da vida

Na penumbra da tarde

Há um raio de sol

A iluminar os nossos beijos

Há um ar fino a massajar-nos os lábios

Como que a arrefecer os nossos desejos

Estávamos imobilizados

Com os olhos postos no mar

Embriagados com as ondas e o seu baloiçar

Num vai e vem

Adormecemos acordados

O sol foi e a lua veio

O mar adormeceu

E, nós continuámos presos

Como se o mundo tivesse acabado

E nada mais nos restasse

Que ficar presos, para sempre, aos nossos beijos.

 

 

José Silva Costa

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27

Simplex

por cheia, em 21.08.19

Simplex

Passar as férias nas filas dos Serviços Públicos!

Dormir às portas das Conservatórias do Registo Civil, do IMT, do SEF

Ter de pedir emprestados 500€, para ir, à Ilha da Madeira, tratar do atestado de residência, para não cair na ilegalidade

Não poder visitar a mãe, que estava doente

No mês de agosto devia estar tudo fechado!

Mas os bebés continuam a querer nascer aos fins-de-semana e no feriado

Mas o Serviço Nacional de Saúde funciona alternado

Num fim-de-semana não se pode nascer em Portimão

No outro em Faro, no seguinte, em Beja, fica fechado

Vivemos num país muito avançado

Onde os bebés, para nascerem, já deviam saber esperar pela sua vez

Porque é isso que os espera, durante a vida

Neste verão, como o tempo não está bom, para ir para a praia

As pessoas têm, para responder à burocracia, aproveitado

Dormindo às portas dos Serviços públicos, com o simplex, ao lado

Está tudo muito revoltado

Mas, os ministros dizem que está tudo dentro da normalidade

As pessoas é que insistem em aproveitar as férias para fazerem o que não devem

Se o país está parado!

Parem de ir aos Hospitais, Conservatórias, SEF, IMT

Não dá para irem para as praias!

Vão para os Centros Comerciais consumir, para não cairmos, de novo, na receção

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:45

Chão de areia

por cheia, em 18.08.19

Chão de Areia

O litoral Sintrense, “onde a terra se acaba e o mar começa”

Chão de areia, do Farol da Roca a Magoito, beijado pelo mar

Amigo de quem o semear

Vinhedos, hortícolas, pomares, pinhais

Mas, morangos não há iguais

É nele que o ramisco se serpenteia

E quem não conhece?

As belas praias e a suave, areia.

A maçã raineta de Fontanelas

De todas a mais bela

Azenhas do Mar, onde os nossos olhos podem contemplar o mar

A sua Escola Primária, quase centenária

Inspirada na doutrina republicana

Cuja fachada está forrada a azulejos, encimados pelos das palavras: Escola Pública

Praia das Maçãs, onde pintores, poetas, músicos e políticos trocaram impressões

Almoçageme, com a Praia da Adraga, que já foi considerada uma das mais belas!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:21

Verão cinzento

por cheia, em 11.08.19

Verão cinzento

 

Há nuvens negras, neste agosto cinzento

Há quem tenha de trabalhar

Todos os dias, de sol a sol, para angariar o sustento

Há quem viva à conta do Orçamento

Que busque, lá fora, o que não tem cá dentro:

Espetadores, porque as praias têm estado entregues ao tempo

Que tenha forçado um evento

Para uma exibição contra o momento

Que exemplo!

A política deveria ser um exercício exemplar

Mas, tornou-se num espetáculo nojento

Muito pouco compatível com este tempo

Em que, muitos povos, correm de um lado para o outro

À procura de segurança, pão, casa, paz

À procura de um coração que os abrace

À procura de um sítio onde nasça a esperança.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:26

Ajuste direto

por cheia, em 04.08.19

Ajuste direto

A Proteção Civil, desde a sua criação, ainda não acertou o passo

A incompetência tem tido muito espaço

Falsas declarações de habilitações

Provocaram algumas demissões

Compra, quase tudo, por ajuste direto, com a justificação de urgência imperativa, mesmo quando se trata da compra de esferográficas!

Devem ser esferográficas especiais

Para escrever textos geniais

Para espantar pardais

A lei obriga a abertura de concurso público, mas devido à urgência imperativa, compram tudo por ajuste direto

Por que razão não acabam com o ajuste direto?

Porque as negociatas têm urgência imperativa

Tanta, que obrigou à criação de uma lei exemplar!

Agora, muito famosa: a lei das incompatibilidades de 1995

Que em 24 anos nunca foi levada à letra

Foi uma lei para inglês ver

Para mostrar que, em Portugal, temos boas leis para prevenir a corrupção!

Mas, como a lei nunca foi aplicada

Chegámos a esta triste situação

O Governo a pedir à Procuradoria

Se a lei é para levar a sério, ou não!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:46


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D