Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

socieadeperfeita



Quinta-feira, 23.11.17

Supremos interesses

O negócio das crianças institucionalizadas

 

Mil euros por cabeça!

Quantas mais melhor, para que enriqueça

O círculo vicioso, que ninguém quer ver

Instituições públicas de proteção das crianças

Presididas, pelos mesmo que Presidem ou fazem parte

Das administrações das instituições, que acolhem as crianças

Que foram arrancadas ( para não dizer roubadas) aos pais

Por que é que ninguém quer ver?

Porque são pessoas importantes, acima de quaisquer suspeitas

Aquelas que enchem a boca, quando pronunciam: “os superiores interesses da criança”

Que, também são os seus superiores interesses de enriquecimento

Terá isto, alguma coisa a ver com a enorme quantidade de crianças institucionalizadas?

Com a dificuldade de adotar as crianças?

Ora, se essas instituições são geridas como sociedades anónimas!

Por cada criança adotada são menos mil euros na mesada

Quem é que acredita nestas instituições?

Não há fiscalização nem justiça!

Para que uma mãe tenha reavido os filhos

Foi preciso que o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos o ordenasse!

Não há vergonha, nem clemencia, só corrupção

Por que é que este assunto nunca incendiou as redes sociais?

Como aconteceu com o jantar no Panteão

Coisa de somenos importância: as vidas de crianças e país!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 21:04

Segunda-feira, 20.11.17

Como endireitar a sombra

Como endireitar a sombra de uma vara torta

 

Às cinco da madrugada o passarinho cantou

A Secretária de Estado da Educação, com Mário Nogueira, acordou

Um memorando de entendimento para adiarem a discussão do descongelamento

Mas antes, já António Costa, com ele tinha esgrimido, o que seria acordado

O Orçamento do Estado vai ser aprovado

Já está tudo muito ensonado!

Vamos continuar a discussão a quinze de Dezembro

Nessa altura já o Orçamento estará em Belém

Vem aí o Natal, precisamos de paz social

Para podermos saborear as prendas, das lutas laborais

Fazemos esta trégua, não há vencidos nem vencedores

Vamos festejar o Natal e o Ano Novo, na alegria e paz do Senhor

Em 2018 travaremos a batalha final

Cumpriremos a legislatura do triunvirado

Se entretanto, o árbitro não chutar para canto

Se conseguirmos essa proeza, para muitos será um espanto

Uma geringonça em contínuo aperfeiçoamento

Que acabou com um período em que um dizia mata e o outro esfola

O pior vai ser o divórcio, em 2019!

Todos a desfiarem um rosário de conquistas dos trabalhadores

Este é o encanto da democracia

Em que nunca há a certeza de nada

Tudo, todos os dias, está no fio da navalha

Tal como as nossas vidas!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 20:53

Quarta-feira, 08.11.17

Ídolos

Choques, chocados.....!

 

Os choques não param

O Governo da República Portuguesa ficou chocado

Com o apertão que levou do Presidente da República

Os políticos de Bruxelas dizem-se chocados

Com as últimas revelações dos Documentos do Panamá

Todos sabiam que há mil artimanhas, para fugir aos impostos

Mas, o que os chocou foi divulgarem os, respeitáveis, nomes

As maiores marcas mundiais, os ídolos do desporto, da música e sua alteza

Políticos, gestores e tantos outros exploradores

Marcas e pessoas que todos veneram

Embaixadores disto e daquilo

Modelos para miúdos e graúdos

Exemplos a seguir

Pessoas condecoradas

Empresas e pessoas, que aos impostos, fugir, nunca deveriam

Uns gostam de colecionar carrões, outros iates, outros aviões

Mas, nunca deveriam fazê-lo com a ajuda dos nossos tostões

E, muito menos, mantando os jornalistas, que os denunciam

Pagando com a vida um Serviço Público

Para os quais, ninguém propõe um minuto de silêncio!

Será este o preço a pagar, aos senhores dos milhões?

Por serem assediados por multidões!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 21:42

Quarta-feira, 01.11.17

Viver de promessas!

CINCO QUADRAS DO ANTÓNIO ALEIXO


Acho uma moral ruim trazer o vulgo enganado: mandarem fazer assim e eles fazerem assado.
Sou um dos membros malditos dessa falsa sociedade que, baseada nos mitos, pode roubar à vontade.
Esses por quem não te interessas produzem quanto consomes: vivem das tuas promessas ganhando o pão que tu comes.
Não me dêem mais desgostos porque sei raciocinar... Só os burros estão dispostos a sofrer sem protestar!
Esta mascarada enorme com que o mundo nos aldraba, dura enquanto o povo dorme, quando ele acordar, acaba.
António Aleixo

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por cheia às 19:24


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930