Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Flores e beijos

por cheia, em 01.05.16

Mãe

Mãe, que palavra tão doce

Mãe, como é bom o teu coração

Como é suave a tua mão

Mãe, não há nada igual!

Mãe, quanto te adoro

No teu colo adormeço

Não há melhor aconchego!

Mãe, berço do meu sossego

Tanto trabalho em casa e no emprego

Mãe, onde está o meu brinquedo?

Mãe, sem ti, de tudo, tenho medo

Mãe, qual é o teu segredo?

Para a harmonia do nosso enredo

Na sintonia do meu eu

Que queria que fosses só minha

Que não olhasses para alguém

Porque estamos unidos

Através da nossa ligação umbilical

Estaremos juntos , para sempre

Como tu, não há mais ninguém

Haverá maior privilégio, que ser mãe?

 

 

José Silva Costa

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:17


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D