Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dia Mundial do refugiado

A quanto foste obrigado!

Deixar tudo para tentares salvar a única coisa que temos: a vida

Tanta guerra, tanto ódio, tanta intolerância, tanta ganancia: racismo

O Sol quando nasce é para todos, aonde?

Somos demasiado egoístas para repartirmos o Sol com os outros!

Se nem do Sol somos capazes de abrirmos mão, como tratar o outro como irmão?

Devemos ter sempre presente que “ Toda a Gente é Pessoa”

 

José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:47

«  O casamento das professoras não poderá realizar-se sem autorização do Ministro da Educação Nacional, que só deverá concedê-la nos termos seguintes:

   1.º -  Ter o pretendente bom comportamento moral e civil;

    2.º - Ter o pretendente vencimentos ou rendimentos, documentalmente comprovados, em harmonia com  os vencimentos da frofessora.»

                                         ( Art. 9º do decre. nº 27:279, de 24-11-936)

   

     As interessadas devem requerer a Sua Excelência o Ministro com fundamento no artigo citado, e juntar ao requerimento documentos comprovativos da idoneidade moral e civil, bem como dos vencimentos ou rendimentos do seu niovo.

 

    Os processos respeitantes a pedidos de autorização para casamento de professoras de ensino primário devem ser acompanhados de parecer dos directores dos distritos escolares.

     Também é condição indispensável ao deferimento que os pretendentes comprovem a data desde a qual se encontram na situação económica que torna possível a autorização do casamento, bem como a estabilidade que a mesma pode oferecer.

                                          (Da cir. nº 30-L. 2, de 7-4-937)

 
 
publicado por cheia às 20:53
 
link do post | comentar | favorito
 
Adicionar ao SAPO Tags |



Blogar isto
 
 

.mais sobre mim

 
 

.pesquisar

 
 

.Junho 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

 
1
2
3
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


 

.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48

Todos de acordo

por cheia, em 17.06.15

Caros Amigos,
Passou despercebido à maioria da população que andava ocupada (em termos de comunicação social), com a greve da TAP, a peregrinação a Fátima e o campeonato nacional de futebol (para a trilogia só faltou o fado), o aumento que os deputados concederam aos seus partidos para ter mais dinheiro para gastar no próximo ato eleitoral de outubro. Com efeito, consultando o documento em anexo, ficamos a saber que de 7.432.062,00€ inicialmente previstos em outubro de 2014, os partidos políticos concorrentes às eleições legislativas de outubro de 2015 irão afinal dispôr de 14.484.303,58€, mais 7.052.241,58€, coisa pouca.
Será que é necessário dispender tanto dinheiro numa campanha eleitoral? O diferencial acima mencionado não poderia ser melhor gasto noutro setor? Numa altura em que todos os dias se assiste a falhas gritantes na saúde e educação, por falta de verbas para o dito normal funcionamento, estes sete milhões e picos de euros não mereciam uma melhor aplicação?
Vamos lá colaborar e denunciar esta situação, que dos média mereceu a classificação de não publicar

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D