Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

socieadeperfeita



Domingo, 10.06.18

10 de Junho

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades

Portugal, um retângulo, na ocidental praia

Um retângulo muito pequeno, para tanto sonho

O que nos vale é o muito mar, que não tem limites!

Temos muito por onde nos espraiar, todo o Mundo para abraçar

Somos um povo de navegadores, sonhadores e muitos amores

Um povo incapaz de se deixar aprisionar, numa pequena porção de terra, com tanto mar

Para além desta imensidão de água há outros povos, que queremos tanto conhecer

Não, nunca ficaremos a comtemplar, este vai e vem de ondas a desafiar-nos!

Cavalgá-las-emos sempre, para vermos, o que do outro lado, nos chama

Primeiro, para cartografar tudo o que se encontrava para lá do mar

Depois, para nos libertarmos e darmos asas a todas as nossas ambições

Uma vontade insaciável de conhecermos todos os povos, todas as nações

Uma gente diferente, capaz de amar e abraçar, toda a gente

Que por mar, terra e ar se espalhou e continua a espalhar por onde houver espaço para sonhar

E, se a iniciativa não for nossa, são os outros povos, que nos veem buscar!

Como está a acontecer, porque dentro de nós há um mar de muitos séculos, para admirar

Ninguém fica indiferente à nossa maneira de ser, à nossa afetividade, ao nosso conhecimento da humanidade

Cruzámos todos os mares e continentes, conhecemos tantas gentes, e, em todo o lado deixamos sementes

E, assim continuaremos, pelos séculos fora, passeando os olhos por todos os mares e por todas as gentes.

 José Silva Costa

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 22:31


4 comentários

De jabeiteslp a 11.06.2018 às 09:16

Texto de excelência e eloquente.
que no medo assumido
onde até pensavam que mais além
caía o mar a pique
nas profundezas do desdém
por assim dizer hé hé hé

Boa semana desejo eu de aqui dos Calhaus.

De cheia a 11.06.2018 às 18:54

O que há mais é desdém!
Mas, no dez de Junho, é palavra proibida.
Uma boa semana.

De HD a 11.06.2018 às 22:15

Em todo lado deixamos sementes, mas a nossa terra teima em não continuar a crescer... -.-

De cheia a 12.06.2018 às 23:18

Será muito difícil crescer, porque não há uma política, que estimule a natalidade. Será, em breve, um dos maiores problemas do país.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930