Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

socieadeperfeita



Quinta-feira, 23.11.17

Supremos interesses

O negócio das crianças institucionalizadas

 

Mil euros por cabeça!

Quantas mais melhor, para que enriqueça

O círculo vicioso, que ninguém quer ver

Instituições públicas de proteção das crianças

Presididas, pelos mesmo que Presidem ou fazem parte

Das administrações das instituições, que acolhem as crianças

Que foram arrancadas ( para não dizer roubadas) aos pais

Por que é que ninguém quer ver?

Porque são pessoas importantes, acima de quaisquer suspeitas

Aquelas que enchem a boca, quando pronunciam: “os superiores interesses da criança”

Que, também são os seus superiores interesses de enriquecimento

Terá isto, alguma coisa a ver com a enorme quantidade de crianças institucionalizadas?

Com a dificuldade de adotar as crianças?

Ora, se essas instituições são geridas como sociedades anónimas!

Por cada criança adotada são menos mil euros na mesada

Quem é que acredita nestas instituições?

Não há fiscalização nem justiça!

Para que uma mãe tenha reavido os filhos

Foi preciso que o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos o ordenasse!

Não há vergonha, nem clemencia, só corrupção

Por que é que este assunto nunca incendiou as redes sociais?

Como aconteceu com o jantar no Panteão

Coisa de somenos importância: as vidas de crianças e país!

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por cheia às 21:04


18 comentários

De Alice Alfazema a 23.11.2017 às 21:18

Mais de mil euros, este assunto não incendeia as redes sociais porque estes pais são mudos e de bolsos lisos...

De cheia a 24.11.2017 às 19:42

É isso mesmo! Santas casas, casas santas, juízes, procuradores, técnicas, técnicos, psicólogas, psicólogos, todos de acordo! Oito mil cento e sessenta e cinco crianças institucionalizadas, em trezentos e cinquenta e um lares, a receberem 1,000 €, por cada criança, por mês! Dizem que não chega! Por isso, organizam festas, para angariação de fundos, onde marca presença a fina flor deste país.

De Beia Folques a 23.11.2017 às 21:31

Sempre me fez muita confusão assistir à dificuldade que é adoptar uma criança no nosso país. A vida dos supostos pais é vasculhada, esmiuçada até ao mais pequeno pormenor. É escandaloso e cruel o que fazem. As crianças vão crescendo e depois ninguém quer pré-adolescentes para adoptar, triste e criminoso

De cheia a 24.11.2017 às 19:26

O que me custa é ver que este assunto não encontra eco em nenhum órgão de soberania! Nem mesmo o facto do Tribunal Internacional dos Direitos Humanos ter proferido uma sentença em que mandou entregar as crianças à mãe, fez com que alguém fosse averiguar o que se passa! Têm todos o rabo preso?

De HD a 23.11.2017 às 21:51

Porque será que este tema não é muito divulgado nas redes sociais??? Só interesses instalados... -.-

De cheia a 24.11.2017 às 19:13

Sim.Estas pessoas não têm voz! Todos os que intervém nestes processos fazem o que querem. De vez em quando os órgãos de comunicação social lá levantam um bocadinho do véu! Ontem a RTP 1, no programa " linha da frente", falaram deste assunto.

De jabeiteslp a 25.11.2017 às 08:45

Abordagem difícil em tantos tabus
existentes
quando abandonados até
pelo Estado
que pouco fidedigno é...

Bom fim de Semana

De cheia a 25.11.2017 às 18:22

Pode ser difícil de abordar
Mas, todos estão pronto,s para mamar
Nem as vidas, daqueles que não têm vida
Os fazem parar!

Bom fim de semana

De Carlos a 25.11.2017 às 12:49

Essa é uma realidade que me revolta e depois parece que nada se faz para mudar as leis e facilitar o acesso e o processo de adopção!
Tudo o que envolve dinheiro gera corrupção neste país!
Parece que só se consegue sobreviver assim.
Lamentável...
Bom fim de semana.

De cheia a 25.11.2017 às 18:17

Sempre o dinheiro à frente da vida e do bem estar das pessoas, a quem deviam ajudar!

De mami a 25.11.2017 às 19:34

quando quem deveria proteger não protege...está tudo tramado!

De cheia a 26.11.2017 às 07:32

As crianças ficam entregues ao diabo!

De mami a 26.11.2017 às 11:38

ou pior.... a ninguém!

De cheia a 26.11.2017 às 20:04

Sim. Nem consigo imaginar o que sentem as crianças, quando são arrancadas aos pais! Irmãos separados, cada qual para seu lado. Com estes procedimentos, não ficam traumatizados?
Crescem, para ali, sem poderem conhecer os seus progenitores, para encher os bolsos aos senhores doutores! Não seria preferível ajudar os pais, mantendo-os nos braços de quem os ama? Mas, isso não vos dava dinheiro! Que corrupção, que nojeira, que povo mais bárbaro, que cegueira!

De Isa Sá a 26.11.2017 às 18:48

É triste que a fragilidade de uns, se torne um negócio lucrativo para outros.

De cheia a 26.11.2017 às 19:45

Arrancam os filhos aos pais, não autorizam a sua adoção, para alimentarem um negócio lucrativo.

De Diana a 30.11.2017 às 01:19

É uma vergonha.
Só vêm euros em vez da felicidade das crianças.

Beijinhos, A Vida De Diana. (http://avidadediana.blogspot.pt)

De cheia a 30.11.2017 às 06:13

Sim. É uma grande vergonha, pessoas a quem é confiada a guarda de crianças, aproveitem para as manterem institucionalizadas, para lucrarem com o pagamento das suas mesadas!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930